Faixa Atual

Título

Artista


Protásio Alves decreta Estado de Emergência

Escrito por em janeiro 12, 2022

Prejuízos na agricultura chegam a R$ 13 milhões

Açudes sem água, gado sem pasto, ameixeiras com baixa qualidade, macieiras e milho secando. Os prejuízos causados pela estiagem estão estimados em R$ 13 milhões.

Por isso, em um segundo encontro do prefeito Itamar Girardi com o Conselho Municipal da Agricultura e Defesa Civil, foi decidido pelo Decreto de Estado de Emergência, na terça-feira (11).

“Além disso, adquirimos um tanque com capacidade para 3 mil litros de água para auxiliar no interior do município” comenta o prefeito Itamar.

O engenheiro agrônomo da Emater, João Rodrigo Cardoso, diz que as perdas na cultura do milho chegam a 58% do potencial da cultura no município que estava estimado em 8 toneladas/hectare de grão.

Na Linha Décima, comunidade São João, 17 pessoas trabalham na colheita de ameixas, na propriedade de Moacir João Defaveri.

“Estamos colhendo, mas não sabemos se vamos vender” comenta Moacir.

A família contabiliza em 50% de perda na qualidade dos frutos ocasionando perda de valor comercial. A fruta está sendo entregue na Coopalves, cooperativa que fica em frente à propriedade da família. Serão mais 15 dias de trabalho.

Defaveri comenta que em relação à cultura da maçã, houve perdas de 30% nas variedades do cedo (eva) e na variedade do tarde (gala) chegará a 75% .

“Colheremos a variedade eva na próxima semana, mas a gala, somente se chover” comenta Moacir e conta que em outra área, as frutas estão caindo e as macieiras secando.

Apesar de a estiagem castigar mais a agricultura e pecuária, o prefeito Itamar pede a colaboração das pessoas da área urbana para que economizem água de todas as formas.

Fonte: Prefeitura de Protásio Alves


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *