Faixa Atual

Título

Artista


Vereador caxiense critica uso dos fundos eleitoral e partidário no Brasil

Escrito por em julho 20, 2022

Na campanha política deste ano, serão gastos cerca de R$ 5 bilhões, conforme Maurício Marcon

O líder da bancada do Podemos na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, Maurício Marcon, subiu à tribuna, na manhã desta quarta-feira (20), para pregar responsabilidade, por parte dos políticos, com o dinheiro público e criticar o uso dos fundos eleitoral e partidário, no Brasil. “Falo hoje não como vereador desta Casa, mas como cidadão brasileiro. Por isso, estou usando este nariz de palhaço”, disparou o parlamentar.

Segundo ele, o Brasil disponibiliza, para o pleito federal deste ano, um montante de R$ 4,9 bilhões, no Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), também conhecido como Fundo Eleitoral. Ainda de acordo com Marcon, há mais R$ 1 bilhão, que é repassado anualmente às siglas, por meio do Fundo Partidário, que serve para manutenção das atividades parlamentares. “Todos os partidos recebem o Fundo Partidário, inclusive o meu. Já digo aqui, sou contra o uso”, revelou.

Nesse sentido, o vereador elencou algumas atividades de legendas, como o Partido Democrático Trabalhista (PDT) e o Partido dos Trabalhadores (PT), e seus respectivos gastos. “Infelizmente, hoje, no Brasil, todos somos obrigados a estar num partido político. Não podemos ser independentes”, lamentou Marcon.

Os colegas vereadores Adriano Bressan (PTB), Juliano Valim (PSD), Maurício Scalco (Novo), Rafael Bueno (PDT ) e Sandro Fantinel (Patriota) cumprimentaram Marcon pela manifestação.

Fonte: Câmara de Vereadores de Caxias do Sul


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *