Faixa Atual

Título

Artista


Nova Petrópolis libera uso de máscaras em ambientes fechados

Escrito por em março 17, 2022

O município foi um dos primeiros do Rio Grande do Sul a extinguir completamente a obrigatoriedade

O município de Nova Petrópolis, na Serra, foi um dos primeiros do Rio Grande do Sul a flexibilizar o uso de máscaras em ambientes abertos e fechados. A medida, que inclui as escolas, consta no decreto municipal 045/2022, publicado pelo prefeito Jorge Darlei Wolf nesta quinta-feira (17) e já está em vigor.

Além de tornar facultativo o uso de máscara em ambientes abertos, o decreto estadual Nº 56.422 assegura que os municípios podem adotar normas diferentes sobre a obrigatoriedade do protetor facial, desde que estejam baseadas em análises científicas e informações estratégicas em saúde.

“Nova Petrópolis vem enfrentando a pandemia de Covid-19 de forma alinhada aos protocolos do Governo do Estado. Está sendo assim também com relação ao uso da máscara. Como houve essa flexibilização por parte do Estado, e como os nossos indicadores mostram um recuo significativo da Covid-19, neste momento podemos tornar o uso da máscara facultativo”, afirma o vice-prefeito e secretário municipal de Saúde e Assistência Social, Martim Wissmann.

Nova Petrópolis vem registrando queda expressiva do número de casos positivos de Covid-19 desde 1º de fevereiro de 2022. Além disso, não há internações hospitalares relacionadas à Covid-19 desde 1º de março de 2022.

O uso de máscaras segue obrigatório em instituição para longa permanência de idosos, hospitais, farmácias, laboratórios, clínicas públicas ou privadas, unidades de saúde e demais serviços de saúde humana.

A Secretaria Municipal de Saúde recomenda o uso de máscaras pelos munícipes em geral, em especial as pessoas não vacinadas contra a Covid-19; com doenças autoimunes; que tomam medicações imunossupressoras; com obesidade mórbida; doença neurológica, doença cardiovascular, síndrome de down, diabete mellitus, doença renal crônica, doença crônica descompensada e em tratamento oncológico.

“Outra recomendação, muito importante, é que as pessoas com sintomas respiratórios continuem fazendo o uso da máscara”, finaliza o secretário Martim Wissmann.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *