Faixa Atual

Título

Artista


Uso de inseticida que provoca câncer preocupa Vereadores progressistas de Antônio Prado

Escrito por em novembro 7, 2019

Aproveitando a presença do Secretário de Saúde de Antônio Prado, Andrei Casali, em sessão ordinária da Câmara de Vereadores, os edis Dária Golin, Paulo Rotta e Elias Zulian, ambos do PP apresentaram a Indicação 0007/2019 para o secretário.

Os progressistas mostraram-se preocupados com o grande numero de diagnósticos de câncer na população, principalmente agricultores. A Indicação solicita que seja incluído no programa de saúde pública municipal a Análise Laboratorial de Colinesterase Eritrocitária.

O motivo da solicitação objetiva Implementar ensaio laboratorial para a dosagem da colinesterase eritrocitária* (LACEN), como parâmetro para controle biológico da exposição aos organofosforados e carbamatos. Segundo os progressistas, esses produtos são grandes causadores de câncer, em suas mais diversas apresentações.

De acordo com a indicação já e previsto no Relatório: Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos no Estado do Rio Grande do Sul. A Bancada Progressista entende que os agricultores estão cada vez mais expostos ao uso de agrotóxicos e tal providência é medida que se impõe para prevenir a saúde de todos, não só dos agricultores, e não remediar depois.
Indicação aprovada por unanimidade.

Organofosforados e carbamatos são compostos químicos amplamente utilizados em agropecuária como inseticidas, no controle de pragas em plantações e de parasitas em animais e podem gerar resíduos nos produtos alimentícios derivados, representando um risco para o consumidor, principalmente no leite. O Brasil é um dos maiores consumidores desses produtos no mundo.

Inseticidas compostos por Organofosforados e carbamatos:

– Piretóides: Aletrina,, Cipermetrina, Piretrinas, Tetrametrina, outros.

– Fungicidas: Etileno-bis- ditiocarbamatos (Maneb, Mancozeb, Dithane (Manzate), Zineb, Thiram); Trifenil estânico (Duter, Brestan, Mertin); Captan (Orthocide e Merpan); Hexaclorobenzeno.

Quais são os sintomas de intoxicação por inseticida?

Olhos lacrimejantes ou visão turva, Sudorese, Salivação, Tosse, Vômitos, Evacuações ou micções frequentes, Frequência cardíaca anormal e Dificuldade em respirar.

* Em bioquímica, a colinesterase é um termo que se refere a uma das duas enzimas:

– A acetilcolinesterase — também conhecida como colinesterase de glóbulo vermelho (CGV), colinesterase verdadeira (eritrocitária) ou acetil-colina acetil-hidrolase — existe principalmente nas hemáciasterminações nervosas e músculos estriados.

– A pseudocolinesterase — também conhecida como colinesterase sérica, butirilcolinesterase ou acilcolina acil-hidrolase — existe principalmente no fígado, no plasma, no pâncreas e no intestino delgado.

Ambos catalisam a hidrólise (destruição) do neurotransmissor acetil-colina restante no espaço sináptico em colina e ácido acético. Esta reação permite o retorno do neurônio colinérgico ao estado de repouso após a ativação. Evita-se assim uma transmissão excessiva de acetil-colina, que resultaria numa sobre estimulação do músculo e, como consequência, debilidade e cansaço.

Os tipos de colinesterase diferem-se pelas preferências nos respectivos substratos:

A acetilcolinesterase hidroliza acetil-colina mais rapidamente, enquanto

A pseudocolinesterase hidroliza butirilcolina mais rapidamente.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *