Faixa Atual

Título

Artista


“Um fio que une” embeleza Nova Prata

Escrito por em dezembro 18, 2019

Mãos de Marias, Lúcias, Clecis, Lourdes, Janices, Selmas, Elianas, Vanices, Sandras, Sonias, Patrícias, Anas, Maris, Lucianas, , Daianes, Neusas, Irenes, Saletes e tantas outras….desde o mês de julho se uniram para fazer quadradinhos de crochê. O objetivo: decorar uma árvore de Natal com crochê na Praça da Bandeira.

O desafio foi lançado pela Secretaria de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer de Nova Prata e desde o dia 29 de novembro quem passa pela cidade pode ver o resultado do projeto “Um fio que une”. Os quadradinhos de crochê não decoram somente uma árvore de quase nove metros de altura na Praça, mas também luminárias; arcos na avenida Presidente Vargas; a casinha e o trenó do Papai Noel , prédios públicos e ganhou destaque no Trevo Sul, onde moradores do bairro São Cristóvão também se uniram para deixar a entrada da cidade ainda mais bonita e colorida. Uma árvore de cinco metros foi montada e decorada com quadradinhos de crochê e as letras de basalto que identificam a cidade ganharam o colorido das lãs.

No final da tarde da terça-feira, 17 de dezembro, o grupo de voluntárias e moradores promoveram um piquenique comunitário para marcar a inauguração oficial da decoração que chama a atenção de quem passa pela BR 470. Até o Papai Noel marcou presença no evento.

O projeto integrou a comunidade, empresas, escolas, entidades, voluntários e praticamente todas as secretarias do Município se uniram para fazer além de um Natal mais colorido, um inverno mais quente, uma vez que os quadradinhos irão se transformar em colchas para aquecer quem precisa.

O projeto “Um fio que une (um filo che unisce)” tem sua origem em Trivento/Itália e neste Natal muitas cidades italianas decoram árvores de Natal com crochê, unindo pessoas através da arte e da solidariedade. Nova Prata tem autorização para uso do nome do projeto e é a única cidade do Brasil a realizá-lo neste ano.

Criatividade também na base do projeto

Com conhecimento em ferramentarias e técnicas de solda e freza, o operador de máquinas Lucas Minozzo, da Secretaria de Obras e Saneamento de Nova Prata, construiu a base das árvores de Natal. A ideia inicial era de fazer um cone inteiro, “mas aperfeiçoei e sugeri que fizéssemos elas em partes e com relevos que ficaria melhor para transportar e montar”, conta Lucas.

Para a árvore do trevo, foram inclusive reutilizados materiais, como ferro, que seriam descartados como sucata.

Já a iluminação, que dá o brilho para as árvores à noite, contou com a competência e criatividade da equipe de eletricistas comandada por Oscar Lunardi – o Guabiju. Que também trabalharam na iluminação das árvores da Praça da Bandeira e nos arcos da avenida Presidente Vargas. 

Fotos – Piquenique São Cristóvão – Vanice Dal Magro – C+C

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *