Faixa Atual

Título

Artista


Transporte escolar será retomado em Antônio Prado somente no dia 17 de maio

Escrito por em maio 3, 2021

O retorno do transporte tanto para área rural, quanto urbana será estudado levando em conta a quantidade de alunos e os protocolos que devem ser seguidos

Na manhã desta segunda-feira (03), uma ouvinte entrou em contato com a Rádio Solaris questionando sobre o deslocamento dos alunos até a escola com a volta do ensino presencial no município hoje.

Segundo a ouvinte, que não quis ser identificada, muitos alunos residem na cidade, porém moram em regiões afastadas e muitos pais não podem levá-los até a escola devido ao trabalho, entre outras dificuldades. Ainda de acordo com seu relato os pais receberam um bilhete avisando que o transporte escolar só será retomado no dia 17 de maio.

A secretária de educação, Adriana Sartori, foi contatada e explicou que não haverá transporte escolar para nenhuma escola, a princípio, até esta data, tanto no interior, quanto na área urbana.

Segundo Sartori a logística do transporte deve ser repensada nesse período, pois considera complicado manter o transporte com somente 50% do espaço disponível, dentro do ônibus.  “Estamos estudando a melhor forma, tendo em vista os protocolos que precisamos seguir. Como passamos um ano inteiro sem transporte temos que saber a realidade que enfrentamos agora e para isso precisamos entrar em contato com as famílias”, completou a secretária.

Lembrando que o transporte escolar realizado na região urbana não é previsto por lei. De acordo com o artigo 2º, da lei 10.880/2014 consta que: “Fica instituído o Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar – PNATE, no âmbito do Ministério da Educação, a ser executado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE, com o objetivo de oferecer transporte escolar aos alunos da educação básica pública, residentes em área rural, por meio de assistência financeira, em caráter suplementar, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, observadas as disposições desta Lei”.

A secretária salienta que apesar de não haver essa obrigatoriedade a possibilidade de realizar o transporte de alunos no perímetro urbano está sendo estudada incluindo o cálculo da quantidade de alunos de cada bairro que necessitam desse deslocamento até a escola, entre outras questões que precisam ser levadas em conta neste momento.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Taís Vargas


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *