Faixa Atual

Título

Artista


Torturam adolescente e são indiciadas pela polícia de Vacaria

Escrito por em setembro 1, 2020

As agressoras, duas de 25 e uma de 20 anos, trabalhavam em uma casa noturna

O fato ocorreu ainda no mês de julho, em Vacaria, conta uma adolescente de 16 anos. Três mulheres foram indiciadas pela tortura. A jovem trabalhava como babá para uma das investigadas.

As agressoras, duas de 25 e uma de 20 anos, trabalhavam em uma casa noturna “leram nas cartas” que o marido de uma delas estava saindo com a babá das crianças. A adolescente teria vindo de outra cidade para trabalhar no atendimento das crianças de uma das mulheres.

Diante da revelação nas cartas, por volta da 01h da madrugada, chegaram a casa e passaram a agredir e torturar a adolescente, exigindo que ela “confessasse” a relação.

A adolescente foi socorrida na tarde do dia seguinte por uma amiga, que acionou a polícia. No período em que ficou em poder das agressoras, estas exigiam que ela admitisse o relacionamento, e chutavam o rosto e o corpo da jovem, cortaram-na com gilete, cortaram o cabelo com facão, rasparam as sobrancelhas com gilete, desferiam chutes, tapas e socos por todo o corpo, e ameaçavam de matá-la.

Ao exame, de corpo delito apresentou escoriações na coxa esquerda, cortes superficiais no joelho direito, hematoma na região nasal, hematoma e cortes superficiais no supercílio esquerdo, hematoma na mão direita, corte superficial no dorso da mão esquerda, hematomas no quirodáctilo esquerdo, provocados por instrumentos contundentes e cortantes, e meio cruéis.

As agressões eram revessadas entre as três, enquanto uma agredia as outras filmavam o ato além de se comunicarem por vídeo com presidiários. A polícia não sabe ainda se o preso era de Vacaria ou Caxias do Sul.

A jovem foi levada ao Hospital NS da Oliveira, atendida pelo Conselho Tutelar e entregue a seus pais.

A investigação realizada pela Delegacia buscou provas complementares ao relato da vítima, o que possibilitou o indiciamento das três mulheres, que foram enquadradas por crime de tortura no artigo primeiro da Lei 9455, pena de dois a oito anos de reclusão.

O Inquérito ainda está sendo concluído.

Lei nº 9.455 de 07 de Abril de 1997

Define os crimes de tortura e dá outras providências.

Art. 1º Constitui crime de tortura:

I – constranger alguém com emprego de violência ou grave ameaça, causando-lhe sofrimento físico ou mental:

a) com o fim de obter informação, declaração ou confissão da vítima ou de terceira pessoa;

b) para provocar ação ou omissão de natureza criminosa;

c) em razão de discriminação racial ou religiosa;

II – submeter alguém, sob sua guarda, poder ou autoridade, com emprego de violência ou grave ameaça, a intenso sofrimento físico ou mental, como forma de aplicar castigo pessoal ou medida de caráter preventivo.

Pena – reclusão, de dois a oito anos.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *