Faixa Atual

Título

Artista


Sindilojas Caxias reivindica 25% do comércio aberto

Escrito por em julho 28, 2020

Região mais uma vez foi anunciada como bandeira vermelha pelo Distanciamento Controlado do governo estadual nesta segunda-feira

 A 12ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado, com classificação confirmada nesta segunda-feira, dia 27, anunciou mais uma semana de bandeira vermelha para a região de Caxias do Sul. Pelo regramento atual, é permitido ao comércio varejista não essencial somente a atuação via comércio eletrônico, drive thru, take away e a tele-entrega, com 25% dos trabalhadores, como modalidade exclusiva de atendimento para comércio de rua.

Para shoppings e centros comerciais o atendimento é exclusivo nos sistemas de tele-entrega e drive-thru. O Sindilojas Caxias, representante legítimo do segmento, reivindica a abertura dos estabelecimentos comerciais com 25% dos funcionários para que todos os comerciantes possam atender os clientes regularmente.

Conforme a presidente da entidade, Idalice Manchini, se observa aglomeração de consumidores em feiras, filas quilométricas em bancos e lotéricas, confraternizações familiares, festas privadas em chácaras, autorização para jogos de futebol em bandeira vermelha, presença de pessoas em parques e praças mesmo com decreto que determina proibição de acesso e um descontrole na circulação de pessoas nas ruas e ônibus lotados. “A indignação da classe empresarial vem da inexistência de evidência técnica que comprove o impacto do comércio aberto para a disseminação do coronavírus. Além disso, a realidade atual demonstra o fechamento seletivo dos estabelecimentos, com maior rigor de fiscalização em determinados locais, enquanto em outros segmentos o expediente segue normalmente”, diz ela.

Insustentável

Segundo Idalice, nesse cenário de incertezas, o comércio se divide, alguns com portas fechadas outros com portas entreabertas, mas o cumprimento da determinação do Estado tem ficado cada vez mais no discurso do que na prática. “A situação atual está insustentável. Os índices de saúde a cada dia se agravam mais e não podemos ficar mais na dependência da mudança de bandeira para abrir as portas. Queremos que haja um tratamento igualitário para o comércio como um todo. Da forma como está, o desequilíbrio entre quem cumpre a bandeira vermelha e quem ignora é evidente. Se é para atender, que seja com 25% dos funcionários e limitação de pessoas para o acesso aos estabelecimentos”, declara a presidente do Sindilojas Caxias.

A reivindicação maior dos empresários do comércio é para manter as portas das empresas abertas e garantir os empregos. “O comércio quer trabalhar, fechar não é a solução”, diz a recente campanha da Fecomércio-RS. Sobre a preocupação de que muitos comerciantes não devem conseguir manter os negócios, vale destacar que de 1,3 milhão de empresas que fecharam (temporária ou definitivamente), neste ano, até a primeira quinzena de junho, 522,6 mil (40%) encerraram suas atividades por causa da pandemia do novo coronavírus.

Esses dados são os primeiros resultados da “Pesquisa Pulso Empresa: Impacto da Covid-19 nas Empresas”, divulgada recentemente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Segurança

O Sindilojas Caxias ressalta que comércio aberto é sinônimo de segurança e respeito aos protocolos de saúde. Os estabelecimentos vêm colaborando para preservar a saúde dos caxienses para evitar a contaminação pelo coronavírus. O uso de máscara é obrigatório para funcionários e clientes, é estimulado o uso do álcool gel nos estabelecimentos, cumprindo as regras para a prova de roupas e priorizando o atendimento limitado de clientes no interior da loja. Idalice defende os cuidados devem ser mantidos, independentemente do enquadramento de bandeira. “Uma equação entre a saúde e a economia exige responsabilidade e bom senso, mas é possível se todos fizerem a sua parte”, defende Idalice.

Cartazes com as regras para as provas de roupas para que os comerciantes possam afixar nos provadores em local visível para os clientes estão sendo distribuídos gratuitamente pelo Sindilojas aos comerciantes na sede da entidade, das 8 às 12 horas e das 13h30min às 18h.

Para auxiliar os comerciantes, a Assessoria Jurídica está disponível para atendimento pelo telefone (54) 4009.5517, (54) 99700.2555 e pelo e-mail juridico@sindilojascaxias.com.br.

Foto: Rogério Costanza/Grupo Solaris

Lojas permanecem fechadas em Caxias e região por mais uma semana


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *