Faixa Atual

Título

Artista


Sexta-feira Santa dia de colher Macela

Escrito por em abril 10, 2020

Esta planta, que é originária da América do Sul

Uma tradição trazida pelos imigrantes, de colher Macela na Sexta-Feira Santa, se mantem viva até os dias de hoje na Serra Gaúcha. Segundo a tradição, ela deve ser colhida ainda com o orvalho da manhã. A crença que motiva o esforço dos religiosos é que a macela colhida no Dia Santo tem um maior poder medicinal. A planta é conhecida pelo poder analgésico, anti-inflamatório e digestivo.

Esta planta, que é originária da América do Sul, pode ser encontrada comumente em beiras de estrada, pastagens ou terrenos baldios devido à sua condição de planta naturalmente invasora. A Macela no meio da vegetação é muito mais saudável do que na rodovia, devido à poluição.

Depois da colheita, a erva deve ser deixada na sombra e, quando secar, ser guardada em um lugar fechado.

Popularmente conhecida como erva-dos-soldados, camomila nacional, milefólio, marcela-do-campo e mil folhada, a macela é amplamente utilizada na medicina natural como calmante caseiro.

Como princípios ativos, possui em sua composição química flavonoides, tanino, ésteres, óleo essencial e saponinas, agindo como relaxante e antialérgico em potencial, auxiliando a vida de enfermos de maneira natural e sem prejuízos à saúde.

A Macela atua como um bom clareador natural para os cabelos de tons castanho claro a louro. Ainda que seja bem menos conhecida para essa finalidade que a camomila, ela é o principal componente ativo de alguns shampoo para cabelos claros.

Na região sul do Brasil as flores da macela costumam ser usadas pela população como estofo de travesseiros para os bebês, por se acreditar que tenha efeitos calmantes.

Por que colher antes do sol nascer

De acordo com os biólogos, a colheita feita antes dos primeiros raios de sol, fazem com que as propriedades analgésicas se mantenham mais ativas na planta, antes de receber aquecimento. Deixando de lado a tradição da colheita no dia santo, a Macela pode ser colhida em qualquer dia, independente de ser ou não Sexta Santa.

Pesquisa e Redação Jornalista/Ronei Marcilio


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *