Faixa Atual

Título

Artista


Serra passa para bandeira vermelha novamente e prefeito de Caxias do Sul afirma que vai recorrer

Escrito por em junho 26, 2020

Flávio Cassina diz que vai tentar recurso junto a Amesne. Governo do Estado decretou a troca no final da tarde desta sexta-feira

A Região da Serra, incluindo Caxias do Sul e outros 49 municípios, foi enquadrada novamente na bandeira vermelha no Modelo de Distanciamento do Governo do Estado, publicado nesta sexta-feira, dia 26, depois de uma semana de bandeira laranja. Entretanto, a Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) vai recorrer da decisão dentro do prazo legal (até este domingo) e aguardará a nova avaliação do Estado na segunda-feira. Caso seja confirmada a vermelha, os serviços considerados não essenciais, voltarão a fechar as portas.

Segundo a publicação do governo estadual “a região foi agravada pelos dois indicadores de incidência de novos casos sobre a população, pela mudança da capacidade de atendimento da macrorregião e, assim como as demais regiões covid, pelo impacto da alteração para bandeira vermelha no indicador de capacidade de atendimento mensurada pelo Estado como um todo”.

Agora, os prefeitos da região terão até domingo, dia 28, para argumentar e mostrar ao governo estadual números que comprovem que a Serra tem possibilidade de estar, no mínimo, na bandeira laranja. O prefeito de Caxias do Sul, Flávio Cassina não ficou satisfeito com a mudança. “Encontramos várias inconsistências nos dados, que não batem com os nossos do Observatório Regional. A Amesne apresentará o recurso em nome da região até este domingo”, informa. Enquanto isso, as regras a serem cumpridas em Caxias do Sul são as da bandeira laranja e dos decretos municipais em vigor.

Comércio

A presidente do Sindilojas, Idalice Manchine diz que o Sindilojas Caxias, como representante legal do comércio, solicita aos comerciantes para que aguardem o anúncio definitivo que será feito na tarde de segunda-feira, dia 29. O comércio varejista (essenciais) só pode abrir com 25% dos funcionários.

Restaurantes

Lembrando que com bandeira vermelha restaurantes self-service não podem abrir; Restaurantes a la carte, prato feito e buffet sem autosserviço, lanchonetes e padarias só podem atender clientes em sistema de telentrega, drive-thru e pegue e leve. A operação deve acontecer com 50% de trabalhadores. A operação deve acontecer com 50% de trabalhadores.

Foto: Rogério Costanza/Grupo Solaris

Serviços considerados não essenciais terão que fechar as portas novamente na terça-feira

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *