Faixa Atual

Título

Artista


Secretário de obras fala sobre o primeiro mês a frente da pasta

Escrito por em fevereiro 1, 2021

Ciclovia, obras paralisadas também foram tema da entrevista

O secretário de obras de Antônio Prado, Gilberto Ramos, concedeu entrevista na manhã desta segunda-feira (1º) no programa Na Medida, da Solaris 97,3. Ramos falou sobre o intenso trabalho realizado nas estradas do interior para um melhor escoamento da safra. https://radiosolaris.com.br/secretario-de-obras-de-antonio-prado-faz-balanco-do-primeiro-mes-de-trabalho/.

Obras paralisadas

Questionado sobre a demora da conclusão da obra de aterramento dos fios na rua Francisco Marcantonio, em frente à prefeitura, o secretário disse que ordenou a parada dos serviços. Gilberto explica que, ao fiscalizar o local, percebeu a péssima qualidade do serviço que estava sendo realizado na colocação da calçada. https://radiosolaris.com.br/reiniciaram-as-obras-de-aterramento-de-fiacao-na-calcada-da-prefeitura/.

Outra obra paralisada é a pavimentação da rua Vitório Faccioli. Segundo Ramos, a empresa retirou os funcionários na véspera de Natal. Em fiscalização no local, o secretário também constatou a péssima qualidade do serviço que estava sendo executado, o material era de baixa qualidade, não condizendo com o que estava na licitação. Notificada, a empresa não deu retorno a prefeitura e deverá ser acionada juridicamente.

“É inadmissível que a gente que está à frente do poder público, aceite que o dinheiro do povo seja gasto dessa forma, com obras feitas com material de péssima qualidade, causando transtorno e mais despesas para a prefeitura quando tiver que refazer”, comenta o secretário.

Ciclovias

Gilberto diz que as ciclovias são uma herança da administração anterior por ocasião do financiamento da pavimentação. Era necessária a contrapartida da prefeitura, que aceitou a ciclovia e criou um “problema” para comerciantes.

De acordo com Gilberto a lei não permite que seja estipulado horário para estacionamento em ciclovia, ela deve estar liberada 24 horas. O condutor que estacionar sobre ela passará a ser multado pela Brigada Militar, segundo informou o secretário. Também serão retirados os contêineres de lixo que estão obstruindo a via.

“A ciclovia poderia ter sido feita no Centro de Eventos, ou na Avenida do Trabalhador. Temos só essa avenida que cruza a cidade e estamos tendo agora esse problema”, diz.

Além de falar obre as obras, Ramos relatou também os problemas que a secretaria está enfrentando por falta de profissional. “Nós possuímos seis caminhões na secretaria porém temos dois motoristas que estão afastados por serem do grupo de risco da Covid-19, esses caminhões estão parados”, relata. O secretário disse também que ao todo são nove funcionários afastados e, segundo a lei, esse ano não pode haver concurso público, contratações só a nível emergencial, o que não é descartado.

Foto Ilustrativa


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *