Faixa Atual

Título

Artista


Secretaria Estadual da Educação lança primeiro aplicativo gaúcho para alfabetização de estudantes

Escrito por em dezembro 17, 2020

Projeto demonstra a força e a qualidade do ensino público do Rio Grande do Sul, disse o secretário Faisal Karam

A Secretaria Estadual da Educação (Seduc) lançou na quarta-feira (16), o projeto-piloto do primeiro aplicativo gaúcho para letramento e alfabetização dos estudantes.

Coordenado por alunos e professores da Escola Técnica Parobé e pelo Departamento de Planejamento da secretaria, o projeto “Ler é Tri” visa qualificar a oralidade e a escrita, estimular o hábito da leitura e auxiliar os professores na avaliação da fluência e interpretação textual dos alunos do 1º ao 6º ano do Ensino Fundamental.

Por meio da gravação da leitura e o uso de trechos de obras literárias indicadas pelo professor, o aluno pratica a interpretação textual, a oralidade e enriquece a cognição na área da linguagem. O aplicativo pode ser utilizado sem a necessidade de estar conectado à internet, a não ser na hora de baixá-lo e de sincronizar os áudios produzidos pelos alunos para dentro da plataforma. A ferramenta estará disponível para download na Play Store da Google para dispositivos Android a partir da próxima semana.

Em média, uma criança que nasce em uma família de classe baixa escuta 17 mil palavras até os quatro anos de idade, enquanto, na classe média, a criança escuta 25 mil palavras no mesmo período, quantidade que chega a 45 mil palavras para crianças de classe alta.

Funcionalidades da ferramenta

O aplicativo, em sua tela inicial, apresenta campos para login e senha, por meio do e-mail [email protected] Em seu uso, o aplicativo é direcionado para que o smartphone seja operado na horizontal.

O estágio atual do projeto apresenta uma atividade para as crianças, o “Te Liga na Trilha”, e uma atividade voltada para a inteiração com a família chamada “Família Também Aprende”.

Dentro da plataforma, existem três teclas de ações: um ponto de interrogação com função de “help” para auxílio da execução da atividade; uma tecla para gravar, indicada pela imagem de um microfone; e uma tecla para ouvir a gravação, indicada pela imagem de um alto-falante.

O objetivo é que o aplicativo seja adotado por professores e também pelas famílias, que também poderão diagnosticar seus desempenhos. A expectativa é de que mais funcionalidades sejam oferecidas pela plataforma no futuro. O próximo passo será proporcionar a Avaliação Diagnóstica Digital do aluno, na qual o professor fará a avaliação do estudante dentro do aplicativo e, com isso, definir as estratégias de intervenção que usará com cada aluno.

Fonte: Governo do RS


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *