Faixa Atual

Título

Artista


São Marcos: Escolas Municipais buscam novas técnicas de ensino para concluir o ano letivo

Escrito por em agosto 6, 2020

Contato entre alunos e professores ocorre no ambiente online

Com a interrupção das aulas presenciais ainda em 19 de março (através de decreto) por conta da pandemia do coronavírus, os professores da rede municipal de São Marcos, assim como em todo mundo, tiveram que mudar sua rotina de trabalho. Por orientação da Secretaria Municipal de Educação, as escolas começaram a mandar aulas no formato digital para os alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental, inclusive Ensino de Jovens e Adultos (EJA), assim que as aulas presenciais foram suspensas.

Conforme explica a Secretária de Educação, Tatiane Borghetti Zulian, “no início foram criados grupos de pais no Whatsapp e as aulas começaram a ser enviadas por esta ferramenta. Os alunos que tinham dificuldades de acesso ao aplicativo retiravam as aulas impressas na escola ou em algum ponto estratégico que facilitasse a entrega”. Na Escola Dom José Baréa, por exemplo, localizada na Linha Rosita, a diretora deixava o material em algumas tendas próximas ou até em algumas casas.

Capacitação de profissionais e orientação constante

A partir de abril, tendo a percepção de que as escolas continuariam fechadas por um período maior devido à pandemia, a secretaria reorganizou as formações e cursos programados para o primeiro semestre a fim de que fossem realizados online e com o objetivo de auxiliar os professores em relação aos métodos de ensino à distância. “Nessa caminhada fomos nos reinventando”, conta a Secretária.

Os professores tiveram formações online e capacitação para utilizar o Google Hangouts Meet, uma ferramenta do Google na qual as aulas são ministradas de forma online e os alunos podem interagir com a turma e professor usando o computador ou o celular, permitindo assim um contato mais próximo entre as turmas.

A partir deste mês, os alunos e professores serão cadastrados em uma nova plataforma. Será criado uma conta de e-mail para cada estudante a fim de utilizar a ferramenta Google for Education, que contém vários aplicativos facilitadores do ensino, dentre eles o Google Class Room (sala de aula) que será mais uma forma de ministrar as aulas. Os professores e equipes diretivas serão capacitados pela equipe do Google. O investimento será de R$ 17.500,00.

A fim de atingir todos os alunos, além das aulas online, as direções das escolas buscam manter o contato com os alunos que não têm acesso à internet para que esses retirem as atividades impressas e materiais necessários na escola. “Buscamos atingir todos os 1900 alunos que integram a rede municipal, temos que assegurar de maneira efetiva a aprendizagens e garantir os direitos da educação”, enfatiza a secretária.

Parecer e frequência

A melhor forma de atingir os estudantes, conforme observação da SME, ainda é o aplicativo WhatsApp, porém muitos ainda não têm acesso e por isso são orientados a retirar as aulas impressas na escola. Todos os protocolos de higiene e prevenção são seguidos na entrega das atividades.

Até o presente momento, um parecer do Conselho Nacional de Educação autoriza o oferecimento das aulas não presenciais, o que assegura a validação deste ano letivo. Os alunos estão sendo avaliados e a frequência está sendo observado a partir das atividades propostas realizadas. Dessa forma, a equipe da Secretaria de Educação reforça que é muito importante que todos desenvolvam as atividades no prazo estipulado pelos professores.

Escola-família

As escolas estão buscando estratégias diferenciadas para atingir todos os alunos, mas é urgente que os pais também contribuam para o percurso de aprendizagem.

A Secretária de Educação enfatiza o papel importante da família neste momento, “eles devem ser mediadores neste processo, auxiliar, incentivar e cobrar a responsabilidade dos seus filhos com a escola. Não adianta somente a escola enviar atividades para casa e não ter o retorno dos alunos. Agora, mais do que nunca, a escola e a família devem estar integradas, mesmo que de forma remota para garantir o aprendizado de nossos estudantes”, reforça.

Merenda escolar em casa

Durante este período também foram entregues kits de alimentação comprados com o recurso do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) às famílias em situação de vulnerabilidade social. Cerca de 240 famílias foram pré-selecionadas pelas escolas com o auxílio da Secretaria da Assistência Social e receberam o auxílio. A próxima entrega está programada para a primeira quinzena de agosto, serão distribuídos mais 130 kits de alimentação.

Escolas abertas

Durante este período em que a região da Serra está em bandeira laranja, as escolas municipais estão abertas de segunda a quarta-feira das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h. Pais que precisarem retirar atividades e/ou materiais de apoio podem entram em contato com as escolas para agendar horário. Clique aqui para conferir a lista de contato das escolas municipais.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini com informações da Prefeitura de São Marcos


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *