Faixa Atual

Título

Artista


Roubos de veículos reduzem 48,1% em fevereiro no RS

Escrito por em março 9, 2021

Total de ocorrências foi a menor para mês desde o início da série histórica, iniciada em 2002

O segundo mês de 2021 encerrou com novos recordes na redução da criminalidade no Rio Grande do Sul. Nos roubos de veículos, a queda foi de quase metade. Houve 470 ocorrências em fevereiro, 48,1% menos do que as 905 registradas no mesmo mês do ano passado. O total atual é o menor para o período desde o início da contabilização, em 2002. No acumulado a partir de janeiro, a retração é semelhante. O número de veículos roubados passou de 1.807 nos dois primeiros meses de 2020 para 1.015 neste ano (-43,8%), também a menor soma em toda a série histórica.

A partir de dezembro de 2017, um ano após a criação da Operação Desmanche, o Estado iniciou uma sequência de reduções na comparação com o mesmo mês do ano anterior que se mantém até hoje – já são 39 meses seguidos. A retração mais profunda, de 54,8%, se deu em novembro do ano passado, quando houve o menor número de ocorrências em um mês desde o início da série histórica, em 2002. A queda de 48,1% em fevereiro de 2021 é a segunda maior dentro dessa sequência.No conjunto dos 23 municípios priorizados, os roubos de veículos reduziram de 826 em fevereiro de 2020 para 419 no mesmo mês deste ano (-49,3%). Isso significa que, do total de 435 casos a menos no Estado em fevereiro, nove em cada 10 deixaram de ocorrer em cidades que integram o bloco prioritário do RS Seguro.

Homicídios têm queda de 25,7% em fevereiro 

No principal indicador de violência contra a vida, o Estado também alcançou importante redução em fevereiro. O número de vítimas de homicídio caiu de 179 no segundo mês de 2020 para 133 em igual período deste ano, uma baixa de 25,7% e o menor total desde 2007, quando houve 125 assassinatos. O resultado reverte o dado negativo de um dos poucos meses no ano passado que tinha registrado alta em relação ao ano anterior.

A comparação do acumulado no primeiro bimestre do ano passado e de 2021 mostra retração de 18,1%, passando de 337 vítimas de homicídio para 276. A soma dos dois meses iniciais deste ano é também a menor desde 2007, quando foram contabilizados 263 óbitos.

Latrocínios caem 62,5% em fevereiro no RS

A prioridade do RS Seguro no combate aos crimes contra a vida, além de encolher o número de homicídios, se refletiu em queda ainda maior nos roubos com morte. O número de latrocínios no Estado em fevereiro baixou de oito em 2020 para três neste ano, uma retração de 62,5%. Com isso, o total desse tipo de crime retorna ao menor patamar para o mês na série histórica. Frente ao pico de 25 casos, em 2016, o dado atual representa redução de 88%.

Ataques a banco e roubos a transporte coletivo
seguem nos menores níveis das séries históricas

O cenário também ficou praticamente estável em fevereiro em relação aos ataques a banco e aos roubos de transporte coletivo no Estado, que se mantiveram em seus menores níveis desde o início da série de contabilização individualizada desses delitos, em 2012.

Na soma de furtos e roubos a estabelecimentos financeiros no Estado, houve sete ocorrências, uma a menos que no mesmo mês de 2020 (-12,5%). Dessa forma, como em janeiro havia ocorrido um caso a mais em relação ao primeiro mês do ano passado, a comparação de acumulados no bimestre acabou em igualdade, com 11 registros.

Fevereiro encerra com estabilidade em feminicídios e
queda nos demais índices de violência contra a mulher

Pelo segundo mês seguido, o Estado registrou estabilidade nos feminicídios. Fevereiro teve quatro assassinatos de mulheres por motivo de gênero, mesmo número do ano passado. Dessa forma, o acumulado do bimestre também se mantém estável. Nos outros quatro indicadores acompanhados mensalmente, o total de casos diminuiu.

Entre as ameaças, foram 1,1 mil ocorrências a menos, passando de 3.447 em fevereiro do ano passado para 2.303 registros neste ano (-33,2%). Também caíram as lesões corporais (-28,1%) e os estupros (-23%).

As tentativas de feminicídio somaram um caso a menos em relação ao mesmo mês de 2020 (-4%), ainda não o suficiente para reverter a alta no acumulado do bimestre, que teve 48 casos nos dois primeiros meses do ano passado contra 57 neste ano (18.8%). Também na soma de janeiro e fevereiro, houve diminuição nas ameaças (-24.3%), nas lesões corporais (21,2%) e nos estupros (-15,1%).

Fonte: Governo do RS


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *