Grupo Solaris

Rejeitado segundo pedido de impeachment do prefeito de Caxias do Sul

Câmara Municipal arquivou processo por 21 votos a 1 em sessão na manhã desta quinta-feira

Por maioria de votos (21 a 1) os vereadores de Caxias do Sul rejeitaram o segundo pedido de impeachment do prefeito Flávio Cassina (PTB) em sessão realizada na manhã desta quinta-feira, dia 27, na Câmara Municipal. O único voto contrário foi do vereador Chico Guerra (Republicanos). Sendo assim, o processo foi arquivado.

Na denúncia protocolada em 20 de fevereiro, os autores Alaor Correa Barbosa, ex-presidente da União das Associações de Bairros (UAB) e Dari Nelson Lohmann apresentaram como motivo para o afastamento do prefeito a nomeação da ex-rainha da Festa Nacional da Uva de 2000, Fabiana Bressanelli Koch, lotada como diretora executiva no gabinete de Cassina, mas a mesma atuava como diretora da Comissão Social da Festa da Uva de 2021, função desempenhada de forma voluntária em outras edições do evento.

O documento também questionava o fato de que Fabiana exercia a atividade profissional de dentista na InSaúde, empresa responsável pela administração da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Central, o antigo Postão 24 horas.

Fotos: Rogério Costanza/Grupo Solaris

Cassina era acusado de nomear ex-rainha da Festa da Uva de 2000 como diretora executiva de gabinete, porém atuando como diretora da comissão social da Festa
Sair da versão mobile