Faixa Atual

Título

Artista


Puxada pelos serviços, economia de Caxias do Sul cai 6,8% em agosto

Escrito por em outubro 14, 2021

Números foram divulgados nesta quinta-feira (14) pela CIC e CDL

O mês de agosto registrou queda de -6,8% na atividade econômica de Caxias do Sul em comparação com julho, bastante influenciado pelos serviços, que teve desempenho negativo de -26,9%. Os demais setores da economia local apresentaram crescimento positivo em agosto em relação ao mês anterior.

Conduzida pelo presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC Caxias), Ivanir Gasparin, a coletiva de imprensa para divulgação dos números do desempenho da economia caxiense foi realizada nesta quinta-feira (14), em parceria com a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL).

A economia local chegou a agosto acumulando um crescimento de 6,9% em 2021. Na comparação com o mesmo mês de 2020, a alta é de 0,2%, enquanto nos últimos 12 meses, o índice de crescimento chegou a 2,3%.

Na análise por setor, a indústria registrou alta de 1,6% na comparação entre agosto e julho. O comércio cresceu registrou alta de 1,8% se comparado com o seu desempenho no mês anterior. Já o setor de serviços apresentou queda de -26,9% em agosto em relação a julho.

Em relação a agosto do ano passado, a indústria teve crescimento de 14,7%, mas comércio e serviços não conseguiram sair do negativo. “O índice de 14% é um excelente crescimento, porque a base de agosto do ano passado já era bastante robusta”, disse a diretoria de Economia, Finanças e Estatística da CIC Caxias Maria Carolina Gullo.

Em relação aos postos de trabalho, em agosto houve 6.753 admissões e 6.071 demissões em Caxias do Sul, resultando na geração de 682 empregos formais. Os serviços e a indústria foram os setores que mais abriram empregos no mês de agosto. Desta forma, Caxias do Sul conta com um estoque de 155.536 empregos. No acumulado do ano, Caxias registra a criação de 7.495 empregos. “Em relação ao mercado de trabalho, voltamos ao patamar de 2016”, ponderou Maria Carolina.

Os indicadores de mercado externo mostram que as exportações caíram -6% no acumulado de 12 meses. As importações, ao contrário, cresceram 30,6%. Com isso, o saldo da balança comercial teve desempenho negativo de -46,2% no acumulado de 12 meses.

Para o diretor de Economia, Finanças e Estatística da CIC Caxias Astor Schmitt, a economia de Caxias do Sul está em franca recuperação. “Tudo indica que isso vai continuar. Acreditamos que a economia caxiense mostrará um bom nível de recuperação neste ano, podendo atingir um crescimento de aproximadamente 5%”, estimou Schmitt.

Os principais destinos das exportações caxienses em agosto foram Estados Unidos, Chile, Panamá, Congo, Argentina, Uruguai, México e Peru. Já as importações tiveram origem da China, Itália, Alemanha, Estados Unidos, Áustria e Japão.

Foto: Ana Nazario/CIC Caxias


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *