Faixa Atual

Título

Artista


Primeira vacinada contra Covid em Flores da Cunha diz estar “bem e feliz”

Escrito por em fevereiro 19, 2021

A enfermeira Ana Paula Toigo, 33 anos, recebeu a primeira dose do imunizante há exatamente um mês

Numa mistura de sentimentos de emoção e esperança de um futuro melhor, acontecia há um mês a primeira vacinação contra Covid-19 em Flores da Cunha. Na solenidade realizada de forma restrita no dia 19 de janeiro de 2021, no Centro de Saúde Irmã Benedita Zorzi, as enfermeiras Ana Paula Toigo e Neusa Stolfo receberam as primeiras doses do imunizante contra o coronavírus.

Passados 30 dias da data que muitos consideram “o começo do fim da pandemia”, a Rádio Solaris FM 99.1 recebeu para uma entrevista (ouça abaixo) nesta sexta-feira (19), a responsável técnica pelo setor de enfermagem do Hospital Beneficente Nossa Senhora de Fátima de Flores da Cunha, Ana Paula Toigo, de 33 anos, que afirmou estar “muito bem e feliz” após receber o imunizante.

De acordo com dados divulgados pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a cidade recebeu, até o momento 1.050 doses provindas do Ministério da Saúde, sendo 860 do imunizante CoronaVac (do Butantan) e outras 190 da vacina Oxford (Fiocruz). Do total, 860 doses foram destinadas para a primeira dose e outras 190 para a segunda.

De todas unidades recebidas no município, 904 já foram aplicadas até a quinta-feira (18), sendo 794 da primeira dose e 110 da segunda. No estoque da SMS, estão 85 unidades para a primeira e 80 para a segunda aplicação. Ainda de acordo com a pasta, as doses disponíveis (1ª dose) no momento, são destinadas para idosos e acamados com mais de 85 anos.

Segundo comunicado da Secretaria, por enquanto, a vacinação ocorre na sala de vacinas junto ao Centro de Saúde Irmã Benedita Zorzi. Quando a demanda é maior, a vacinação deve ocorrer no Salão Paroquial, onde o espaço é mais amplo e de fácil acesso. Existe uma previsão de receber novas doses entre os dias 23 e 26 de fevereiro, porém, estas serão destinadas a segunda dose das pessoas que já foram imunizadas.

Ana Paula, que recebeu a segunda dose da CoronaVac no último dia 17, pediu que as pessoas mantenham os cuidados inúmeras vezes repetidos ao longo dos últimos meses, tais como: utilizar máscara, álcool em gel e manter o distanciamento social. Na entrevista, Ana alertou que “[o momento] é preocupante sim. As pessoas tem que atentar a isso, para que a gente consiga também fazer um bom trabalho a nível hospitalar”.

“A gente está estruturado para atender em qualquer momento que precise”, garantiu Ana, sobre o trabalho de todo o corpo clínico do Hospital Fátima. Mas alertou que já a rede hospitalar da região já está sobrecarregada e em algumas instituições de saúde privadas, já estão faltando vagas para internação em leitos de UTI, por exemplo.

Entrevista Ana Paula Toigo 19/02/2021


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *