Faixa Atual

Título

Artista


Primeira morte de Covid-19 em Antônio Prado está prestes a completar três meses

Escrito por em outubro 3, 2020

Andrino de Castro, 76 anos, faleceu no dia 17 de julho

Prestes a completar 90 dias da primeira morte por Covid-19 em Antônio Prado, no próximo dia 17 de outubro, a reportagem buscou esclarecimentos junto à família, após boatos que circularam nas redes sociais por ocasião do óbito de Andrino de Castro. Esses boatos duvidavam do diagnóstico positivo de coronavírus.

Andrino de Castro, 76 anos, faleceu no dia 17 de julho, e segundo a filha, Sandra Maria de Castro, ele estava com câncer terminal, porém no atestado de óbito a causa da morte foi coronavírus.

De acordo com Sandra o pai passou 22 dias hospitalizado em Caxias do Sul com câncer no fígado, onde teria se contaminado com a Covid-19.

No dia 17 de julho, por volta das 18h, Andrino começou a sentir falta de ar e foi encaminhado ao hospital São José. Nesse mesmo dia chegou o resultado do exame para Covid-19, feito em Antônio Prado, o que atestou positivo. Às 20h30min Andrino de Castro veio a óbito.

A filha, que cuidava do pai, e a esposa, Maria Inês, que dividia a noite com ele após retorno do hospital, fizeram o exame e o resultado deu negativo.

Quanto aos boatos Sandra diz que lamenta, pois as pessoas falam sem saber “sei o que ele passou, os sintomas que ele sentiu”.

“Toda a morte é muito triste, mas essa de Covid-19 é muito pior, pois os amigos e a família não podem se despedir da pessoa querida, nem missa podemos fazer para o pai, que era muito católico”, finaliza Sandra.

Reportagem Jornalista Ronei Marcilio

OBS: A equipe de reportagem entrou em contato com a família que demonstrou total interesse em esclarecer os fatos.

Imagem enviada pela família


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *