Faixa Atual

Título

Artista


Prefeitos de Caxias do Sul e Bento conclamam revisão do decreto ao governador

Escrito por em abril 16, 2020

Flávio Cassina e Guilherme Pasin conversaram com Eduardo Leite através em uma live na manhã desta quinta-feira para tentar demovê-lo da decisão de manter comércio fechado até 30 de abril

Em live às 8h30min desta quinta-feira, dia 16, com o governador Eduardo Leite, os prefeitos Flávio Cassina, de Caxias do Sul e Guilherme Pasin, de Bento Gonçalves conclamaram a revisão do decreto que mantém fechado o comércio até o dia 30 de abril determinado ontem. Pasin iniciou a conversa como presidente da Amesne, reforçando que pela primeira vez falou-se em Região Metropolitana da Serra, dado um tratamento igualitário a todos municípios decorrente da decisão. Disse ser injusto, porque a região é composta por diferentes municípios. O fechamento foi mantido para as regiões metropolitanas de Porto Alegre e região de Caxias do Sul que abrange 14 municípios da Serra.

Cassina apresentou os dados da saúde de Caxias do Sul, informou que o município conseguiu se preparar com o isolamento. Informou que o comércio, em específico, está fechado desde o dia 21 de março, e pediu que voltasse a abrir para evitar a “quebradeira” e demissões. Reforçou todo trabalho que está sendo feito na cidade, na questão da prevenção ao coronavírus, sempre em conjunto com as entidades patronais e de trabalhadores das áreas envolvidas.

Após ouvi-los, Leite informou como o Estado definiu as regiões, acenou para uma possível revogação da data do decreto e solicitou ao presidente da Amesne uma carta oficializando o pedido dos prefeitos. O governador prometeu dar um retorno a ambos até o meio-dia desta quinta-feira.

A Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (AMESNE),entidade que congrega 36 Municípios, sendo que destes 14 integram a região Metropolitana da Serra Gaúcha emitiu uma nota nesta quarta-feira manifestando contrariedade às medidas anunciadas através do Decreto Estadual, que mantém  restrições de fechamento do comércio até 30 de abril nesta região.

Veja a nota abaixo

Os Municípios da Amesne se mostraram rápidos na adoção de medidas para isolamento da população e contenção da doença, ao mesmo tempo estruturaram o sistema de saúde com a aquisição de materiais, criação de leitos de internação, UTIs e planos de ação para enfrentamento da pandemia. Essas ações se revelaram eficientes para o controle da pandemia em nossas cidades.

A Região Metropolitana da Serra Gaúcha possuí grande potencial e importância econômica para o Estado e o país. A manutenção das restrições radicais impostas pelo decreto representa uma grave ameaça ao emprego e renda de milhares de trabalhadores e famílias. O comércio e outros setores se mostram como um fator determinante e garantidor do pleno desenvolvimento da economia regional. 

Queremos reabrir os setores com cautela e zelo, respeitando recomendações sanitárias e monitoramento diário dos dados epidemiológicos. O respeito aos dados científicos locais nos garantem a abertura gradual dos setores, em qualquer mudança futura nossas ações podem ser revistas.  A saúde da população é nossa prioridade, no entanto a economia precisa girar.

Fonte: Ass.Imprensa Prefeit.

Foto: Fabiana de Lucena/Ass.Imprensa Prefeit.

Cassina em live com o governador : “temos que evitar a quebradeira e demissões”


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *