Faixa Atual

Título

Artista


Prefeito de Ipê participa de videoconferência para tratar sobre segurança da ERS 122

Escrito por em maio 20, 2020

Será encaminhado documento pela Chefia da Polícia Civil ao Secretário Estadual dos Transportes

Na tarde da terça-feira (19), o prefeito de Ipê, Valério Marcon participou, de uma videoconferência com o Deputado Federal Ronaldo Santini. Participaram também da reunião, o Secretário Estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella, o Diretor Geral do DAER, Luciano Faustino, Secretário da Administração de Campestre da Serra, Tésio Fernandes de Almeida, Vice-Presidente da CIC Serra, Marcelo Maschio Piazza, Empresário do Transporte, Paulo Ricardo Ossani, o Comandante Geral da Polícia Rodoviária Estadual, Coronel Botelho, Comandante Regional da PRE, Major Tiaraju, e a Polícia Civil, através do Delegado Regional da 25ª Delegacia de Polícia Regional – DPRI com sede em Vacaria, Carlos Alberto Defaveri.

Na reunião foi tratado sobre as demandas urgentes da ERS 122, visto os altos índices de acidentes que vem ocorrendo no trecho da Serra e dos Campos de Cima da Serra. A reunião foi motivada pelo Delegado Regional de Vacaria Carlos Alberto De Faveri devido ao acidente atípico que ocorreu na ERS 122 no último sábado (16), no município vizinho de Campestre da Serra, vitimando cinco pessoas. Durante a reunião, o prefeito requisitou junto ao DAER o atendimento das solicitações já protocoladas das demandas do município de Ipê.

Em 10 de outubro de 2019, através de uma iniciativa do poder legislativo de Ipê, aconteceu uma reunião com três diretores do DAER para tratar assunto relativos à rodovia. Foi solicitada a instalações de redutores de velocidade em frente à escola de Educação Infantil e Ensino Fundamental Plácido Damiani no Km 136 e melhorias nos acessos de Vila Segredo e Vila São Paulo além de colocação de tachões divisores de fluxo e demarcadores centrais.

Será encaminhado documento pela Chefia da Polícia Civil ao Secretário Estadual dos Transportes, como maneira de formalizar a necessidade de providências e servir de ponto de partida para os estudos e melhorias que são necessários, onde serão apontados, ao ver da Polícia Civil, os pontos mais críticos.

Uma das frases replicadas nas redes sociais e que demonstra a gravidade da situação, foi dita pelo Delegado Defaveri. “Não podemos apenas contar mortos, feridos e apurar prejuízos. São corpos dilacerados, vidas que se vão, famílias destruídas, sequelas físicas e psicológicas para sempre”.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *