Faixa Atual

Título

Artista


Prefeito de Antônio Prado Juarez Santinon se posiciona sobre o novo Decreto do Estado

Escrito por em abril 16, 2020

Após o comunicado de Leite os prefeitos da Serra e da Região Metropolitana realizaram uma reunião por videoconferência



Foi com indignação que o chefe do executivo municipal de Antônio Prado recebeu o conteúdo do novo decreto do Governo do Estado após o encerramento da coletiva de imprensa, na tarde desta quarta-feira (15.04), quando o governador Eduardo Leite anunciou a prorrogação do decreto que restringe o funcionamento do comércio até o dia 30 de abril. A medida vale apenas para as regiões metropolitanas de Porto Alegre e Serra, afetando 47 municípios gaúchos ao todo. Após o comunicado de Leite, os prefeitos da região da Serra e da Região Metropolitana realizaram uma reunião por videoconferência que se estendeu até as 21H e só terminou após a confirmação de que o Governador ouvirá as demandas da Serra Gaúcha às 8 horas de quinta-feira (16.04). Juarez Santinon informou que ficou estabelecido na reunião dos prefeitos que os representantes dos municípios da Serra não admitem um tratamento diferenciado em relação às demais regiões do Estado.

“Entendo que devemos tomar medidas, porém, quem faz a economia girar e paga as contas são os setores produtivos. Essa distinção de atividades com os municípios da serra é injusto, tendo em vista a importância econômica na geração de emprego e renda que todo o contexto possui. Acho incoerente a abertura de algumas atividades e outras não. Nosso comércio já sentiu muito o impacto da crise e é preciso essa retomada gradual, seguindo alguns protocolos de segurança. Nós vamos brigar por uma situação igualitária, não somos melhores e nem temos essa pretensão, mas não somos diferentes e nada aqui veio de graça. Temos prestação de serviços e um comércio forte, uma agricultura única e um setor industrial que nos orgulha muito. Tudo isso é fruto de muito trabalho e precisa ser respeitado”, conclui o Prefeito.

Com a decisão de Leite, nas regiões metropolitanas de Porto Alegre e Caxias do Sul, estão autorizados apenas o funcionamento de serviços considerados essenciais. Conforme o decreto, o comércio em geral segue fechado nessas duas regiões do Estado, apesar da pressão de entidades empresariais que alertam para os riscos econômicos.

As restrições impossibilitam prefeituras a emitirem decretos diferentes do governo do Estado atingem os municípios da Região Metropolitana da Serra Gaúcha, tais como:

– Antônio Prado
– Bento Gonçalves
– Carlos Barbosa
– Caxias do Sul
– Farroupilha
– Flores da Cunha
– Garibaldi
– Ipê
– Monte Belo do Sul
– Nova Pádua
– Pinto Bandeira
– São Marcos
– Santa Teresa
– Nova Roma do Sul

Informações Facebook da Prefeitura


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *