Faixa Atual

Título

Artista


“Precisamos de uma pacificação e união nacional”, diz deputado na CIC Caxias

Escrito por em março 17, 2020

Jerônimo Goergen palestrou na reunião-almoço desta segunda-feira

Convidado para falar sobre a Lei da Liberdade Econômica, da qual foi relator, na reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) desta segunda-feira, dia 16, o deputado federal gaúcho Jerônimo Goergen falou além do tema, abordando também sua visão a respeito do ambiente político em Brasília. “Os três poderes precisam fazer um pacto de pacificação e união nacional. A disputa política precisa cessar”, defendeu.

O parlamentar afirmou que, contrariando sua expectativa anterior, este não será o ano da virada para a economia do Brasil, e argumentou que a unidade é o único caminho para não piorar o que já está muito ruim. “As coisas em Brasília não estão bem, porque a nossa sociedade está vivendo um momento de nervosismo estimulado por autoridades. O Brasil tem que deixar de lado as ideologias. Precisamos saber para onde queremos ir, e só vamos descobrir se tivermos pacificação política, porque capacidade empreendedora, capacidade de trabalho eu sei que nós temos, ainda mais aqui em Caxias, aqui na Serra”, afirmou Goergen.

Deputado palestrou sobre liberdade econômica para empresários da região

Além da pacificação política, as reformas tributária e administrativa e a crise econômica e sanitária mundial, com o avanço do coronavírus, são os principais desafios para o Brasil em 2020, na opinião de Jerônimo Goergen. Para ele, a pandemia agora ameaça de forma mais drástica o Brasil, com impacto na economia. “Temos que nos antecipar e pensar em novas medidas de apoio aos empreendedores”, disse.

Em relação à Lei da Liberdade Econômica, contou que o governo estima 3,7 milhões de empregos nos próximos dez anos. “A Lei da Liberdade Econômica deve contribuir para gerar 500 mil novas empresas por ano, que vão se juntar às 1,5 milhão – que é a média de novos negócios criados anualmente no Brasil”, revelou, citando estimativa do Sebrae.

Avanço do coronavírus

Antes da palestra do deputado federal Jerônimo Goergen, o presidente da CIC Caxias, Ivanir Gasparin, manifestou a preocupação da entidade em relação ao avanço global do coronavírus. Gasparin revelou que a CIC Caxias mantém um comitê para acompanhar as orientações dos órgãos de saúde competentes e disse que a entidade adotará todas as medidas cabíveis para colaborar com os esforços de contenção da pandemia. “O momento é delicado, é desafiador, por isso é preciso cautela e atenção”, completou.

Além da preocupação com a saúde pública, Gasparin se disse bastante apreensivo com o impacto do avanço do coronavírus na economia. Segundo ele, ainda não é possível se ter uma real avaliação sobre o tamanho do impacto, mas certamente ele virá. “Vamos nos unir, para que possamos passar por esta crise o mais rápido possível”, concluiu.

Foto: Rogério Costanza/Grupo Solaris


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *