Faixa Atual

Título

Artista


Praça Radical de Antônio Prado se encontra em situação de Abandono

Escrito por em agosto 4, 2020

Passados cinco anos, o local está abandonado

Construída no segundo semestre de 2015, na então administração do prefeito Nilson Camatti (PT), a Praça Radical era uma reivindicação antiga de jovens skatistas de Antônio Prado.

A secretária de obras da época, Daniela Oliveira, apresentou a imprensa o projeto da Praça de Esportes Radicais. O local que abrigaria a obra, o conhecido Barranco do Scapinelli, localizado na Av. Valdomiro Bocchese, foi o escolhido. No terreno, que pertencente ao poder público, foi construída uma pista de skate com arquibancadas e uma ciclo via. A escadaria de pedra existente foi toda restaurada, dando acesso até a Rua Cesira Barrueco. Na subida da escada foram feitos refúgios com bancos, banheiros e jardins.

Passados cinco anos, a pista de skate, as arquibancadas e os banheiros estão completamente abandonados. A pista, em dias de chuva, se transforma em uma piscina, cheia de água barrenta e lixo. Os banheiros, além de completamente pichados, acumulam embalagens de bebidas alcoólicas, preservativos, papéis e muito barro, além de rachaduras do solo com risco de deslizamento.

Parte de um barranco na pista para caminhada desabou sobre um muro de pedra. Logo abaixo da pista, devido às chuvas, abriu uma grande fenda, sujeita desmoronar a qualquer instante.

Na época, para a construção, foram investidos R$ 279. 161,29, sendo R$ 250 mil de emenda parlamentar do deputado Henrique Fontana (PT) e mais R$ 29.161,29 centavos de contrapartida da prefeitura.

Segundo o prefeito, esta seria a primeira etapa do projeto, a administração buscaria recursos para uma segunda etapa, que seria uma rampa de ligação com a avenida Valdomiro Bocchese, próximo ao Edifício Ipê, um muro para a prática de rapel e um mirante.

Mantivemos contato com o secretário de planejamento, Fabiano Farinéa que nos deu a seguinte informação:

“Devido os danos causados pelas fortes chuvas dos últimos dias,  a equipe de engenharia da prefeitura estará avaliando as condições do talude.

Quanto ao vandalismo do local, será verificada alternativa como substituição das portas de madeira por estruturas metálicas/ou instalação de grades.”

Reportagem Jornalista Ronei Marcilio

Imagens enviadas a redação por ouvintes


Opnião dos Leitores
  1. Neuri Susin - Assessor Jurídico do Município   Em   agosto 4, 2020 em 2:50 pm

    Parte delas construída em terreno sequer do Município, hoje, sim graças a demanda judicial que recuperou uma área de 2.000 m2 que pertencia a escolha cenecista que recebeu em 1.967 para construção de escola, clausula não cumprida, daí revertida área ao Patrimônio Púclico.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *