Faixa Atual

Título

Artista


Porto do Rio Grande tem o melhor abril dos últimos cinco anos

Escrito por em maio 27, 2020

Embarque de soja aumentou de 67% de janeiro a abril de 2020 em relação ao mesmo período do ano passado

O transporte de cargas nos três portos do Estado – Porto Alegre, Pelotas e Rio Grande – registrou crescimento de 4,89% em volume de janeiro a abril deste ano comparado com igual período de 2019. A movimentação somou 11,9 milhões de toneladas. Os dados foram divulgados pela Superintendência dos Portos do RS na terça-feira (26).

O resultado positivo foi puxado pelas exportações de soja no porto do Rio Grande, que teve aumento de 67,42% em relação ao mesmo quadrimestre do ano passado, alcançando pouco mais de 3 milhões de toneladas. Somente em abril foram embarcadas cerca de 1,6 milhão de toneladas do grão.

Foi o melhor abril dos últimos cinco anos para o porto do Rio Grande, movimentando cerca de 3,8 milhões de toneladas de todos os tipos de carga – volume 13% maior do que em abril de 2019. 

No quadrimestre, o porto do Rio Grande alcançou a marca de 11,2 milhões de toneladas de todos os tipos de cargas, resultando em aumento de 4,8% ante igual período de 2019.

O porto de Pelotas, no quadrimestre, também teve expressivo aumento na movimentação de toras de madeiras. As 306,3 mil toneladas dessa mercadoria nos primeiros quatro meses de 2020 refletiram crescimento de 14,83% comparado ao primeiro quadrimestre de 2019.

No porto de Porto Alegre, componentes químicos base para fertilizantes foram os principais produtos movimentados no primeiro quadrimestre. De janeiro a abril, houve a movimentação de 169 mil toneladas, crescimento de 5,41% sobre igual período de 2019. O desembarque de trigo em Porto Alegre apresentou alta de 5,65% no primeiro quadrimestre do ano.

A movimentação geral do porto da capital gaúcha foi a única que apresentou leve queda nos primeiros quatros meses de 2020, de 1,08% em relação ao primeiro quadrimestre de 2019, totalizando 331,9 mil toneladas neste ano.

Fonte: Governo RS.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *