Faixa Atual

Título

Artista


Política de Saias elege nova presidente

Escrito por em dezembro 19, 2019

Tamyris Padilha assumirá o cargo no próximo ano

A advogada Tamyris Padilha, 25 anos, foi eleita presidente do Política de Saias. O grupo diretivo do movimento político de mulheres, suprapartidário, escolheu a representante para 2020, nesta terça-feira (17/12). 

Além da formação jurídica, Tamyris é pós-graduada em Direito do Trabalho. Como profissional, atua em Direito Previdenciário e Direito Trabalhista. Ela também faz parte da Comissão da Mulher Advogada da OAB Caxias do Sul.

A nova presidente avalia os desafios da gestão, a representatividade das mulheres no campo político e revela o seu futuro na política.

Por que você faz parte do Política de Saias?

Fui convidada a participar do grupo diretivo no início do ano de 2019, em função de meus ideais e da atuação na advocacia, sempre em favor dos Direitos das Mulheres.

A ideia era renovar o time, trazer alguém jovem, divulgar mais o Movimento nas redes sociais, e difundir os ideais do Política de Saias para o público jovem. Em 2019 atuei como Coordenadora de Comunicação e Marketing, e em 2020 terei o prazer de assumir a Presidência do movimento.

Quais são os principais diferenciais do Movimento?

Os principais diferenciais do movimento são: O fato de ser suprapartidário; O fato de não possuir ideologia política específica – “de esquerda, ou de direita”, ou qualquer que seja (todas as ideologias são bem-vindas);  O fato de perceber a necessidade e lutar pela inserção de mais mulheres nos espaços de poder; Realizar eventos abertos ao público em geral, com temas de interesse da sociedade, e em grande maioria com entrada franca.;

Qual é a importância de mulheres participarem da política?

Bom, na minha opinião, é de extrema importância! 

Mas, vou parafrasear Barack Obama, que recentemente declarou: “Se as mulheres governassem todos os países do mundo, haveria uma melhora geral no padrão de vida e nos resultados”.

As mulheres têm o poder de trazer uma visão complementar, diferenciada, e agregadora, a quaisquer assuntos de interesse público. Assim como tudo na vida, penso que o equilíbrio é a chave, e esse equilíbrio só vai existir quando tivermos representatividade equivalente – o percentual de mulheres votantes semelhante ao percentual de mulheres eleitas. Isso é democracia real.

Como você avalia o momento político, em relação as mulheres?

Momento excelente para lutarmos por nossos ideais, para lutarmos por mais igualdade de representação nos cargos de poder, para ocuparmos os espaços que são nossos por direito. O tema está em alta, e penso que assim vai continuar por algum tempo, então, penso que não poderia existir momento melhor para falar de mais mulheres na política.

Na sua percepção, como podemos construir uma sociedade mais igualitária no campo político, já que culturalmente os homens exercem a maioria das vagas?

Votando em mulheres qualificadas para assumirem os cargos eletivos – municipais, estaduais e federais. Tanto no Poder Legislativo quanto no Executivo.

Quais são os principais desafios que você irá enfrentar durante a sua gestão?

2020 será ano de eleições municipais, e isso, por si só, já é um desafio.

Além disso, difundir mais o movimento, tornar o Política de Saias cada vez mais conhecido em nossa comunidade caxiense. Fazer com que as mulheres em geral percebam que podem ter um referencial para orientá-las no momento de votar (e, porque não, de serem votadas).

Quais ações serão implantadas no Movimento?

Trazer mais mulheres para o Grupo Diretivo e também para os eventos; realizar ações de divulgação – tanto virtual quanto off-line, e seguirmos orientando e qualificando as mulheres caxienses que pretendem se candidatar a cargos eletivos municipais em 2020.

No futuro, você pretende ocupar cargo político, como vereadora ou prefeita, por exemplo?

Confesso que essa pergunta tem sido bem recorrente… No momento, não tenho esse “sonho” ou projeto. A advocacia me faz muito feliz e realizada, além de ocupar uma grande parte do meu tempo diário.

Mas, como dizem, “o futuro a Deus pertence”, então, dizer que “nunca” terei essa pretensão seria radical demais.

O Política de Saias surgiu da união de sete mulheres, com diferentes atuações profissionais, que possuem em comum ideais políticos e uma visão compartilhada da necessidade de mudanças no cenário político e fortalecimento da representatividade feminina.

As vereadoras Tatiane Frizzo/Solidariedade e Paula Ioris/PSDB fazem parte do Política de Saias. O movimento projeta para 2020 multiplicar o número de vereadoras eleitas em Caxias do Sul.

Fonte: Políticas de Saia


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *