Faixa Atual

Título

Artista


Polícia prende quadrilha que aplicava golpes do cartão de crédito na Serra

Escrito por em maio 1, 2020

Operação da PRF e Civil deteve quatro estelionatários na tarde desta quinta-feira em Bento Gonçalves e Vacaria

Uma operação conjunta da Polícia Rodoviária Federal com a Polícia Civil prendeu quatro estelionatários que aplicavam o golpe do cartão de crédito na Serra gaúcha. A ação que ocorreu na tarde desta quinta-feira, dia 30, apreendeu diversas máquinas de cartões de crédito e débito, dinheiro e veículos As prisões ocorreram em Bento Gonçalves e Vacaria.

Após os registros de ocorrências realizadas por várias vítimas de estelionato, a Polícia Civil identificou um dos veículos utilizados pelos criminosos, e repassou a informação para a PRF. Por volta das 13 h, na BR 470, em Bento Gonçalves, agentes da PRF abordaram um Ka, de propriedade de uma locadora de veículos. No carro estavam dois paulistas, ambos com 26 anos, transportando diversas máquinas de cartão e R$ 5.174,00 em dinheiro. Eles haviam sido filmados aplicando o golpe em algumas vítimas, utilizando roupas e bonés que também foram encontrados no carro.

Com as informações obtidas com a prisão, os serviços de inteligência da PRF e de investigação da PC descobriram outro automóvel utilizado pela quadrilha, um Fiat Argo, também locado. Algumas horas depois, em Vacaria, os policiais abordaram o carro e prenderam outros dois criminosos, também com diversas máquinas de cartões utilizadas no golpe. Eram outros dois paulistas, um de 30 e outro de 40 anos.

Os presos, o material apreendido e os veículos foram apresentados à Polícia Judiciária. Os nomes não podem ser divulgados devido a Lei de Abuso de Autoridade.

O golpe

Segundo a polícia, um homem ligava para as vítimas simulando ser funcionário de uma loja e informando que o cartão dela havia sido clonado. Ele obtinha dados das vítimas e informava que um funcionário do Banco Central iria à casa dela para recolher seus cartões e encaminhar para a perícia. Outro criminoso ia até a casa da vítima, dizendo ser funcionário do Banco Central, e recolhia seus cartões. Eles utilizavam os cartões para compras, inclusive através das máquinas que eles possuíam, cuja origem será investigada.

Conforme a polícia, a quadrilha age em várias regiões do Estado, e as investigações continuam para descobrir os outros envolvidos e prendê-los.

Fonte e foto: PRF/Divulgação

Material apreendido também tinha celulares e dinheiro
Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *