Faixa Atual

Título

Artista


Polêmica: O que se sabe sobre as aglomerações em Antônio Prado

Escrito por em setembro 23, 2020

Atividades ilícitas têm ocorrido durante os finais de semana em diferentes locais da cidade

Nos últimos dias, uma polêmica foi criada nas redes sociais. Ela reflete as aglomerações que estão ocorrendo em locais privados em Antônio Prado durante os finais de semana. Com isso, a reportagem da Rádio Solaris esteve em contato com o setor de fiscalização da Prefeitura Municipal de Antônio Prado.

De acordo com Marcelo Rigoberto da Silva, Fiscal da Fazenda Municipal, no último sábado (19), o setor de fiscalização da prefeitura recebeu denúncias por telefone e Whatsapp sobre um evento que ocorreu em um local privado na cidade.

Em deslocamento até o local, com acompanhamento da Brigada Militar, todos foram recebidos pelo sócio gerente e, no momento, não havia sido constatado atividade de boate, aglomeração de pessoas ou consumo de bebidas alcoólicas, não havendo flagrante.

Conforme informações obtidas pela reportagem, na abordagem ao sócio gerente, o mesmo informou que naquela noite haveria serviço de pizzaria e não um evento. O cardápio seria reduzido e com som ambiente. Além disso, foi dito que haviam sido vendidos apenas 76 ingressos, personalizados com pulseiras de cor pink.

Houve ainda o comprometimento de que não haveria entrada de pessoas além dos 76 ingressos comercializados, onde o responsável afirmou ter colocado um segurança na entrada do estabelecimento. Afirmou ainda que a equipe de fiscalização, bem como os policiais, poderia retornar ainda naquela noite caso constatasse alguma irregularidade, procedendo com o flagrante.

Conferindo o local, os fiscais constataram apenas cinco mesas ocupadas, todas seguindo as regulamentações. Também foi confirmado a quantidade de 76 cadeiras disponíveis no piso superior, onde foram realizadas algumas orientações quanto ao espaçamento das mesas, reafirmando que, caso houvesse atividade de boate, seriam tomadas todas as ações cabíveis.

Porém, através do recebimento de fotos e vídeos, que circulam nas redes sociais desde o domingo (20), onde é possível constatar aglomeração no local, bem como atividade de bar e boate, a fiscalização encaminhou junto à Brigada Militar, a confecção de um Boletim de Ocorrência junto à Polícia Civil, tomando as medidas cabíveis em lei.

Porém, o Art. 3º II do Decreto Municipal nº 1315/20 exige que antes da aplicação da multa sejam aplicadas a Advertência Verbal e a Advertência escrita.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *