Faixa Atual

Título

Artista


Piemonte Hotel de Antônio Prado fecha as portas

Escrito por em maio 4, 2020

O hotel permaneceu por 20 anos sob a administração da prefeitura

Uma história de serviço e acolhimento de visitantes que durou 48 anos encerrou nessa quarta-feira dia 29 de abril de 2020, dia em que o Piemonte Hotel fechou suas portas.

Inaugurado em 10 de novembro de 1978, pelo então prefeito de Antônio Prado, Lino Celso Zaccani, com a presença do Secretário Estadual de Turismo, o pradense Flávio Iopp. Conhecido como Antônio Prado Hotéis e Turismo S/A, o hotel estava sob a direção de Leocir Carlos Zanotto e Júlio Zaniol, seu primeiro gerente foi Roberto Zaccani.

Permanecendo por 20 anos sob a administração da prefeitura, em 1998 o hotel foi vendido para a iniciativa privada sob a condição que permanecesse aberto, no mínimo por 20 anos. O prédio, com toda a infraestrutura, foi adquirido pelos empresários Laureano Fortuna e Arlindo Mazzoti, os quais permanecem até hoje.

Em conversa informal com os empresários, ambos lamentam o fato e acreditam que faltou, para as administrações desses 48 anos, principalmente depois do tombamento, um olhar voltado para o turismo.  Ainda segundo eles é muito difícil manter uma infraestrutura de um hotel funcionando com apenas dois eventos anuais, a Noite Italiana e a FenaMassa, essa agora passando a ser bianual. Durante esses 22 anos foram feitos diversos investimentos para melhoria do prédio e para o conforto dos hospedes. Foi instalado elevador, reformados todos os banheiros e apartamentos, todos eles com ar condicionado e frigobar.

Considerado na época um grandioso investimento para a cidade, demorou 10 anos para ficar pronto. A construção do hotel iniciou em 1968, na administração do prefeito Luiz Baggio.

Para a conclusão, a obra contou com investimentos dos prefeitos anteriores a Zaccani e de empresas comerciais da cidade e da região.

Mediante a colaboração do Deputado Romeu Martinelli e do seu secretário Vanderlei Grazziotin, então secretário da prefeitura municipal, através da EMBRATUR e da FUNGETUR, foi obtido empréstimo junto ao Banco Regional de Desenvolvimento – BRDE. Tendo como principal investidor o Poder Público.

O hotel, que tinha 21 apartamentos, chegou a ser conhecido como Hotel de Turismo, colocando a cidade no setor hoteleiro, a altura dos grandes centros urbanos.


Opnião dos Leitores
  1. Nanny Bocchese   Em   maio 4, 2020 em 3:31 pm

    E parte do terreno era herança do meu pai, Cláudio Policarpo Bocchese, que teve o carinho pela cidade e doou sua parte para a construção do Hotel. O projeto era do meu pai.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *