Faixa Atual

Título

Artista


Período de verão em meio à pandemia: como aproveitar tendo os cuidados necessários

Escrito por em janeiro 4, 2021

Natal e ano novo registraram intensas aglomerações em praias pelo Brasil

Mais uma vez os alertas, as placas, os comerciais e a própria situação da pandemia no país não serviram para a conscientização de milhares de brasileiros que foram às praias no período de natal e ano novo. As aglomerações foram vistas de norte a sul de forma muito clara e intensa. O resultado disso poderá vir em breve, com um novo aumento de casos da Covid-19, assim como já ocorreu nos feriados anteriores, em meados de outubro e novembro de 2020.

Mas, fato é que a questão principal não é apenas ir ou não ir à praia. O que deveria nortear a decisão é: como ir? Com ou sem consciência dos riscos?

A situação é muito variada, vê-se jovens que usam máscara e idosos não usando, assim como idosos usando e jovens aglomerados. Não há uma regra, nem entre o uso, nem entre o desuso.

O principal risco são as aglomerações, nelas há maior possibilidade do contágio pelo coronavírus. A transmissão através da água salgada não ocorre, mas, caso sejam feitas aglomerações também no mar, existe a possibilidade de contágio.

Qualquer atividade a ser realizada fora de casa necessita a utilização de máscara, ao menos até que a vacina seja definida no Brasil e a imunização inicie.

Cuidado com produtos de ambulantes e em quiosques

É preciso que os banhistas tenham consciência em relação aos riscos de produtos ou alimentos vendidos à beira mar. Ao tocar em superfícies que já foram manipuladas por outras pessoas, há risco de contágio. Nos quiosques também é preciso ter cuidado, já que há grande e variada movimentação de pessoas, ficando um tempo sem máscara, durante o consumo dos alimentos.

Consciência é a palavra chave

É importante saber que não há ambiente onde não tenha risco de contágio. Porém, seguindo as orientações definidas nos protocolos, a possibilidade de contrair o vírus diminui.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *