Faixa Atual

Título

Artista


Pela primeira vez, Serra Gaúcha tem indicadores que se aproximam da bandeira preta

Escrito por em dezembro 15, 2020

Amesne não ingressou com recurso na 32ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado

Não se trata de alarme, tão pouco fuga da realidade. Os indicadores do Governo do Estado apontam que a Serra Gaúcha passou muito perto de ser classificada em bandeira preta pela primeira vez desde o início da pandemia. Nesta 32ª rodada, vigente a partir desta terça-feira (15) até a próxima segunda-feira (21), duas regiões foram classificadas com risco altíssimo, Pelotas e Bagé.

Na segunda-feira (14), a reportagem da Rádio Solaris 97.3 manteve contato com o presidente da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne), José Carlos Breda. Conforme ele, pela primeira vez a região não entrou com pedido de recurso, isso porque estivemos muito próximo da bandeira preta.

Analisando a base de dados enviados pela macrorregião da Serra Gaúcha ao Governo do Estado na última quinta-feira (10), que definem a cor da bandeira para a semana seguinte, são analisados 11 indicadores. São eles:

Número de Hospitalizações por Covid-19 nos últimos sete dias; Número de internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sarg) em UTI no último dia; Número de pacientes com Covid-19 em leitos clínicos nos último dia; Número de pacientes com Covid-19 internados em leitos de UTI no último dia; Casos ativos na última semana; Número de hospitalizações por Covid-19 nos últimos sete dias; Projeção do número de óbitos para cada 100 mil habitantes; Leitos de UTI livres e ocupados por pacientes de Covid, na região e no Estado; Número de leitos de UTI livres no último dia para atender pacientes com Covid-19, na região e no Estado.

Dos 11 indicadores, a Serra Gaúcha foi classificada em bandeira preta em seis.

Cada um dos indicadores tem um peso específico para o resultado final. Confira os resultados clicando aqui

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *