Faixa Atual

Título

Artista


Paciente que passou por transfusão de plasma deixa UTI em Caxias do Sul

Escrito por em junho 23, 2020

Homem de 40 anos foi transferido para o quarto do Hospital Virvi Ramos nesta segunda-feira

Exatamente uma semana após receber a transfusão de plasma convalescente no tratamento contra a covid-19, o paciente Carlos da Silva Borges, 40 anos, natural de Caxias do Sul, deixou a UTI do Hospital Virvi Ramos e foi transferido para o quarto, no Hospital de Campanha, nesta segunda-feira, dia 22.

Silva passou pelo procedimento no dia 15 de junho, mesmo dia em que chegou ao Virvi Ramos transferido do Hospital Geral. Ele é o quarto paciente a receber transfusão de plasma, e o primeiro que não estava intubado e com auxílio de ventilação mecânica para respirar.

Eveline Gremelmaier, médica intensivista que está à frente do projeto de pesquisa do plasma no Hospital Virvi Ramos, acredita que essa condição tenha sido favorável para essa rápida evolução: “Como ele não precisou ser intubado, não tinha necessidade de ventilação mecânica para respirar, a recuperação se deu mais rápida. Desde os primeiros dias notamos uma evolução, que culminou com a alta da UTI nessa segunda-feira, uma semana após a transfusão. Ainda aguardamos o resultado dos exames para confirmar que ele não está mais com a doença ativa, mas a melhora no quadro pulmonar é notável”, destaca.

No quarto, Borges seguirá em observação até terminar o ciclo de alguns medicamentos que ele está fazendo uso e até conseguir ficar totalmente sem necessidade de uso de oxigênio.

ATUALIZAÇÃO

Uma semana após deixar a UTI transferido para o quarto, Tarcísio Giongo, 63 anos, o primeiro paciente a receber transfusão de plasma convalescente em tratamento contra a Covid-19 no Estado, já apresenta algumas melhoras significativas. Ele é acompanhado e avaliado diariamente por fisioterapeuta e fonoaudióloga. Em uma semana, já apresenta boa recuperação de força muscular, conseguindo fazer alguns movimentos que não fazia quando deixou a UTI e já não faz mais uso de oxigênio. Ele já se comunica melhor, mas ainda se alimenta por meio de sonda.

A mulher de 33 anos, que passou pela transfusão no dia 11 de junho, aguarda ainda o resultado do segundo teste realizado após o procedimento para confirmar recuperação da covid-19. Porém, ainda respira com auxílio de ventilação mecânica.

O sexto e último paciente um homem de 59 anos, que passou pelo procedimento no dia 17 de junho, ainda não apresenta uma melhora significativa do quadro e segue intubado. Outros dois pacientes que receberam transfusão, um homem de 64 anos e uma idosa de 83 anos, ambos moradores de Caxias do Sul, que já chegaram em estado grave ao hospital, faleceram no último sábado, dia 20 de junho.

Fonte: Ass.Imprensa Prefeit.

Foto: Elidiane Durante/Ass.Imprensa Prefeit.

Carlos da Silva Borges não estava intubado e sem auxílio de ventilação mecânica para respirar

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *