Faixa Atual

Título

Artista


‘Os 100 anos da família Bertussi’ é tema de live com Gilney Bertussi

Escrito por em outubro 4, 2021

A apresentação será neste sábado (23) e contará também com a presença de Paulo Siqueira e Daltro Bertussi

Há 100 anos atrás surgia a primeira música cantada e tocada pela família Bertussi. Na madrugada do dia 10 de novembro de 1920, o então maestro da Banda da Criúva, Fioravanti Bertussi, chamou todos os integrantes do conjunto para fazer uma serenata à sua amada, Juvelina Siqueira. Assim surgia a Valsa Juvelina, a primeira música dos Bertusi. Para falar sobre essa e outras histórias e para homenagear a família ícone da cultura rio grandense, Gilney Bertussi comandará uma live no próximo dia 23.

O caçula Gilney relembra a história de seus pais e irmãos. Fioravanti e Juvelina se casaram no ano de 1922, e da união quatro filhos nasceram: Honeyde, Walmor, Wilson e Adelar. Com o quarteto, o patriarca da família montou a banda Dois Purungos Acuierados na década de 1940. Após a dissolução do conjunto, Honeyde foi o único que permaneceu na estrada musical, até que uma doença pulmonar lhe afastou dos palcos por um tempo, e o irmão Adelar, 10 anos mais jovem, passou a ser o seu braço direito.

Já em 1949, com a dupla se apresentando juntos, em um programa de rádio na cidade de Erechim, ouviu-se pela primeira vez o novo nome artístico que ficaria conhecido Brasil afora: Irmãos Bertussi. Em um cenário até então pouco desbravado, Honeyde e Adelar trilharam sua carreira, fazendo sucesso não somente em terras gaúchas, mas em cenário nacional. “A música dos Irmãos Bertussi foi a primeira música gaúcha bailável, que anima os bailes e festas, e a partir deles tantos discípulos vieram e continuam aparecendo”, comenta Gilney Bertussi, filho de Adelar e da terceira geração de músicos da família sobre a importância do caminho percorrido pela dupla.

A Live Juvelina, nome dado em homenagem a primeira canção, tem como objetivo justamente homenagear o centenário da contribuição musical da família Bertussi e, também, relembrar a história e as lutas que Fioravanti e os filhos tiveram neste cenário. “Se não fosse a persistência do Honeyde, com certeza teria se perdido”, afirma Gilney sobre a forma como a música foi conduzida pela família, “Meu pai sempre falou, ‘o Honeyde foi o responsável pelo nosso sucesso e pela dupla’” concluí.

Gilney Bertussi ainda destaca que quer ser lembrado como a pessoa que conseguiu documentar e homenagear toda a trajetória de sua família dentro da música. “Estou muito feliz, me sinto realizado, porque eu desde menino atuei musicalmente com o meu pai, e ao longo desses 40 anos de trajetória eu já circulei por todo o sul do Brasil, já deixei o meu nome consolidado e conhecido, e sim, me deixa muito feliz por eu estar podendo realizar esses documentários e por ter acessos a esses meios que eles não tiveram. Eu acredito que estou cumprindo com o meu dever”, afirma.

A Live Juvelina será transmitida diretamente pela página Os Bertussi no Facebook, no dia 23 de outubro de 2021, às 20h e contará também com a participação de Paulo Siqueira e Daltro Bertussi, além de Gilney. O financiamento é da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Caxias do Sul, e conta com o apoio cultural da Racon Consórcios, Unyterra e Super Pneus. Quem assina a produção cultural é a Cali Troian, da Cali Gestão Cultural e Comunicação.

Serviço:

O quê: Live Juvelina em homenagem aos 100 anos de contribuição musical da Família Bertussi

Quando: Sábado, 23 de outubro, às 20h

Onde: Na página no Facebook Os Bertussi – https://www.facebook.com/osbertussioficial


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *