Faixa Atual

Título

Artista


Oncologista dá dicas sobre o cuidado para prevenir câncer de mama

Escrito por em outubro 30, 2019

Entrevista foi realizada nesta quarta-feira, na Rádio Solaris 97.3.

Durante o programa Na Medida desta quarta-feira, a oncologista Rita Costamilan, do Hospital Geral de Caxias do Sul, esteve conversando com os ouvintes da Solaris sobre o Câncer de Mama. A unidade de alta complexidade em oncologia atende cerca de mil pacientes por mês, incluindo todos os municípios da 5ª Coordenadoria Regional de Saúde, realizando cirurgia, radioterapia, mastologista, proctologista, psicólogas, nutricionistas e profissionais de odontologia.

Rita falou sobre a importância do diagnóstico precoce. “Muitas mulheres tem medo de realizar o exame, pois podem encontrar algo”. Os exames preventivos devem ser realizados a partir dos 40 anos, com a ecografia, e depois dos 50, com a mamografia, que detecta lesões não identificadas superficialmente.

É importante que a mulher realize o autoexame, buscando identificar algum nódulo na mama ou axila, secreções pelo mamilo, mudança de cor na mama. Essa avaliação deve ser feita após o período menstrual. Porém, somente o autoexame não basta, ele deve ser visto como um complemento.

O câncer pode ser hereditário, passando por gerações da família. Eles representam 10% dos casos, atualmente. Para identificar se o câncer tem uma característica hereditária, é necessário fazer um estudo genético. Segundo Rita Costamilan, “muitas vezes, em caso de câncer hereditário, já se trabalha com a prevenção, no cuidado com a mama e ovário, realizando cirurgia preventiva”.

Segundo Rita, a terapia de reposição hormonal aumenta as chances de câncer. Não ter filhos, ou ter depois dos 35 anos, também pode aumentar as chances de câncer de mama, pois a mulher fica mais exposta a hormônios do corpo.

Entre os mitos, estão o uso de sutiã apertado e desodorante. De acordo com a médica, “não há nenhuma relação com casos de câncer”. Outro mito é em relação a radiação causada pela mamografia ser maléfica. Ela não aumenta as chances de tumor.

O diagnóstico precoce é o melhor cuidado que a mulher pode ter consigo mesma. Atualmente, 70% dos casos de câncer de mama identificados precocemente, são curados.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *