Faixa Atual

Título

Artista


No fim do mandato, Lídio afirma: “Não acertamos tudo, mas não faltou esforço pra fazer o melhor”

Escrito por em dezembro 31, 2020

Prefeito de Flores da Cunha eleito em dois mandatos consecutivos, Scortegagna se despede da prefeitura nesta quinta-feira (31)

Depois de oito anos a frente da prefeitura de Flores da Cunha, Lídio Scortegagna, se despede do poder executivo nesta quinta-feira (31). “O sentimento que fica, é de dever cumprido”, afirma o prefeito. Eleito pela primeira vez em 2012, com 7.128 votos (37,69% do total), Scortegagna foi reconduzido pela população ao cargo no ano de 2016, recebendo quase 70% dos votos válidos (13.916).  

“Encerra-se um ciclo”, disse o prefeito, emocionado, ao receber a reportagem da Rádio Solaris em seu gabinete na prefeitura, no final da tarde de terça-feira (29), quando foi realizado o balanço público. Já nos últimos dias do mandato, Lídio, que tem 51 anos, disse ter “amadurecido e aprendido muito”, com os oito anos consecutivos de trabalho na gestão administrativa do município.

Segundo Scortegagna, a prioridade neste momento é ter alguns dias de descanso. A partir do dia 1º de janeiro, Lídio deve dar uma pausa nas atividades, para dar uma atenção especial a sua esposa, Beatriz Trentin Scortagagna e aos dois filhos do casal, João e Carlos. “Sou agricultor, tenho minhas atividades lá [na Linha 40]. Vou ajudar na safra da uva, esse é o meu objetivo”, confirmou o prefeito.  

Entre as principais obras de sua gestão, Scortegagna destaca os mais de 100 quilômetros de asfalto realizados durante os dois mandatos, abrangendo a cidade e o interior. Além disso, o prefeito disse estar realizado em proporcionar o transporte universitário 100% gratuito desde o primeiro ano de gestão e também por ter conseguido concretizar obras importantes, como a Casa da Cultura, o Ginásio Poliesportivo e a reforma da Praça da Bandeira.  

Além disso, Scortegagna encerra 2020, ano de pandemia e de dificuldades econômicas, entregando ao sucessor, César Ulian, uma prefeitura com todas as contas em dia e dinheiro no caixa. O superávit desde ano supera R$ 12,3 milhões. Destes, R$ 7,5 milhões são de recursos livres, que ficam disponíveis para a próxima gestão ocupar da forma que quiser na administração municipal.

“Eu sempre tive o mesmo estilo. A gente deve tudo isso à bagagem que a gente tem”, afirma Lídio. Sobre utilizar o talian como sua segunda língua, o prefeito confessou: “Quando eu comecei na vida pública, por inúmeras vezes eu era ironizado pelo meu sotaque ou às vezes por trocar uma palavra. Hoje não, eu tenho muito orgulho de falar o meu dialeto e valorizar a origem que a gente teve”, disse.

Encerrando, o prefeito afirmou, categoricamente que “o município está acima de todos nós”. Embargando a voz, com os olhos marejados, o Lídio disse: “É difícil, né ‘tchê’… São oito anos, mas a gente vai continuar né, buscando dizer a toda comunidade que nós não acertamos tudo, mas não faltou esforço para fazer o melhor”, conclui ele.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *