Faixa Atual

Título

Artista


Motorista da pesada! Conheça a história da mulher que comanda um caminhão Truck

Escrito por em março 8, 2022

Josiane Bresolin Cararo está na profissão há três anos e atua no transporte de suco concentrado para diversos estados

No Dia Internacional da Mulher destacamos a força feminina em algumas áreas ainda majoritariamente masculinas como é o caso da motorista, Josiane Bresoli Cararo que atua há três anos na TransMaso como motorista de um caminhão Truck, Câmara Fria, no transporte de sucos concentrados de uva e maçã para estados como São Paulo, Belo Horizonte, Minas Gerais, Goiás, Brasília, entre outros lugares do Brasil.

A motorista conta que sempre gostou de caminhões e resolveu um dia tirar sua habilitação e buscar uma oportunidade na área. Seu marido também é caminhoneiro e a empresa em que ele trabalha deu a ela também a oportunidade de exercer esta profissão.

Josi gosta do que faz e comenta que é bem recebida nas empresas em que descarrega, que sempre recebe ajuda para carga e descarga. Só tem receio por viajar sozinha. “Não é todo lugar que se pode parar. Você tem que procurar lugares mais seguros. A minha caixa de cozinha, por exemplo não é em qualquer lugar que posso usar porque a partir do momento que você está em algum lugar chama a atenção das pessoas que acham legal uma mulher dirigindo, isso gera curiosidade, mas muitas vezes não se sabe qual é a real intenção”.

Entre os perrengues da profissão Cararo comenta que em muitas empresas em que descarrega sua carga não existem banheiros femininos principalmente para banho e aí precisa se adaptar à realidade que encontra. “Algumas empresas não têm banheiro para nós então você acaba tendo que tomar banho em banheiros masculinos que são diferentes porque às vezes não há nem chave na porta e outros nem porta para separar o chuveiro do restante do banheiro se encontra”.

A caminhoneira relata ainda que sua profissão possui coisas boas e ruins como qualquer outra e cita como exemplo esta semana em que retornou as viagens com seu caminhão após ter sofrido um acidente em novembro do ano passado. “Meu acidente foi bem grave poderia ter sido bem pior e eu nem estaria mais aqui. “Esta é a minha primeira viagem de retorno e está sendo tudo estranho é como se eu tivesse começado de novo, mas logo a gente acostuma com o dia a dia e com o caminhão e vamos à luta!”

Josi finaliza deixando um recado para as mulheres que querem ingressar nesta profissão. “Se você tem um sonho não desista! Pode demorar muito e não vai ser fácil ter uma oportunidade. Antes mesmo de começar na empresa que estou, logo que tirei minha carteira, eu até larguei alguns currículos em outros lugares, mas ninguém me chamou porque eu não tinha experiência. Sou muito grata pela empresa que estou hoje pela oportunidade que a mim foi dada.

Fonte: Repórter Taís Vargas


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *