Faixa Atual

Título

Artista


Morre Remo Coloda, o Papai Noel de Flores da Cunha

Escrito por em junho 16, 2021

Tio Remo, tinha 74 anos e era o mais conhecido ‘bom velhinho’ da cidade

Faleceu nesta quarta-feira (16), o Papai Noel de Flores da Cunha, Remo Luiz Coloda. Tio Remo, como era popularmente conhecido na comunidade, tinha 74 anos. Ele estava internado do Hospital do Círculo, em Caxias do Sul, e morreu vítima das consequências da Covid-19, sendo a 60ª pessoa a perder a vida pela doença na cidade.

Há cerca de 15 anos, Coloda fazia o trabalho voluntário de Papai Noel nas vésperas de Natal. O sucesso foi tamanho, que Remo construiu um trenó adaptado para percorrer a cidade desde meados de novembro, até as festividades de fim de ano. A alegria, as músicas natalinas e a distribuição de guloseimas para a criançada, eram um dos seus principais passatempos. Em dezembro de 2017, a reportagem da Rádio Solaris FM 99.1, acompanhou e produziu um vídeo sobre a ação social de Remo no município.

Além disso, Coloda, que trabalhou como motorista profissional e empresário, sempre foi atuante na comunidade. Por esse motivo, em março de 2019, recebeu uma moção de congratulações na Câmara de Vereadores. Na época, o ex-vereador e atual prefeito de Flores da Cunha, César Ulian, foi o responsável por entregar a honraria ao bom velinho mais famoso de toda a cidade.  

O diretório do Progressista florense, partido do qual Remo era filiado e foi candidato a vereador em 2016, publicou uma nota de pesar em sua rede social sobre o falecimento: “hoje a família Progressista está mais triste. Nosso Tio Remo nos deixou e foi trilhar novos caminhados do bem em outro plano”, afirma a publicação. O comunicado completa: “como Papai Noel ajudou infinitamente muitas pessoas. Sua alegria, otimismo e amor pela vida deixará saudade”.

Remo era casado com Odila Coloda e tinha duas filhas. Por ter falecido em decorrência do novo coronavírus, Coloda será sepultado no Cemitério Público Municipal de Flores da Cunha nesta quinta-feira (17), com cerimônias de despedida restritas à família.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *