Faixa Atual

Título

Artista


Morre Domingos Caldart, Guardião do Campo Santo dos Imigrantes em Flores da Cunha

Escrito por em setembro 24, 2019

Domingos tinha 88 anos e residia na Comunidade de São Martinho

Faleceu na segunda-feira, dia 23, no Hospital Saúde em Caxias do Sul, o senhor Domingos Caldart, com 88 anos. Domingos era conhecido por ser um bom conversador, adorava contar histórias de sua vida e também sobre o passado de Flores da Cunha.

Neto de imigrantes italianos, passou toda sua juventude e vida adulta na comunidade de São Martinho, no interior de Flores da Cunha, onde colecionava muitas amizades. Atualmente, seu Domingos ajudava na cantina da família que produz entre outros derivados da uva, a tradicional “graspa”.

Um dos passatempos preferidos de Caldart era estar reunido com a família, contar suas histórias e tocar gaita. Muito religioso, seguidamente participava das missas na comunidade. Foi caminhoneiro e conhecia muito bem as estradas do Brasil.

Domingos auxiliou na construção do Campanário da Igreja Matriz Nossa Senhora de Lourdes, em Flores da Cunha. Em 30 de outubro 1949, quando foi inaugurada a torre, Caldart tinha 18 anos, e foi um dos responsáveis por cobrar os ingressos de quem participava do evento.

Seu Domingos era dono de uma rica coleção de recortes de jornais, fotografias e outros objetos que retratam a história da construção do campanário e a cultura da imigração italiana na região.   

Atualmente, Domingos também tinha a missão de ser o “Guardião” do Campo Santo dos Imigrantes, em São Martinho, cemitério tombado pelo Patrimônio Histórico Municipal de Flores da Cunha. Neste local, estão sepultados os primeiros imigrantes italianos chegados na região.

O corpo de Domingos Caldart está sendo velado na Sala A da Funerária e Capelas São Luiz, em Flores da Cunha. As 16h desta terça-feira, dia 24, haverá Missa de Corpo Presente na Igreja da Comunidade São Martinho e após sepultamento no cemitério da mesma comunidade.

Casado com Giacomina Catarina Detofoli Caldart, Domingos deixa quatro filhos, nove netos e dois bisnetos.

Domingos Caldart, 88 anos, morreu na segunda-feira, no Hospital Saúde em Caxias do Sul
Foto: Filipe Brogliatto/ Grupo Solaris/ Arquivo

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *