Faixa Atual

Título

Artista


Morre a mais antiga parteira e benzedeira de Ipê

Escrito por em janeiro 22, 2020

Uma das mais conhecidas parteiras e benzedeiras da região, Olímpia Duarte Quintanilha, faleceu nesta terça-feira (21), aos 98 anos.

Dona Olímpia está sendo velada na Capela Funerária Santo Anjo, em Ipê, e será sepultada no Cemitério Municipal às 15h30min desta quarta-feira (22).

Mãe de 10 filhos, “Dona Mosquita”, como era conhecida, nasceu na localidade da capela São Francisco, Vila Segredo, interior de Ipê, em 14 de setembro de 1925, onde passou boa parte de sua vida, vindo para a cidade a cerca de 30 anos. 

Dona Olímpia contou durante entrevista em setembro de 2011, que aprendeu a escrever com 81 anos. E o ofício de parteira, foi passado por sua mãe.

Aos 45 anos, após a morte da mãe, dona Olímpia passou a exercer o ofício aprendido e por cerca de 50 anos participou do nascimento de muitas dezenas de bebês.

Ela relatou ainda, que benzia pessoas acometidas de diversos males físicos e espirituais. Disse que somente benzia com terço e galhos de arruda.

Dona Olímpia não gostava de ser chamada de “Mosquita”, mas aceitava, contava que os pais do seu falecido marido o haviam apelidado de Mosquito, herdando assim esse codinome.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *