Faixa Atual

Título

Artista


Mês do Meio Ambiente: Conheça a história de Carina Gambin

Escrito por em junho 25, 2021

“Toda entrega que fizemos, de um material ortopédico, de uma cadeira de rodas para alguém que precisa, todos esses momentos são marcantes”

No dia 5 de junho comemoramos o dia do Meio Ambiente, a celebração se estende durante todo o mês. Com isso, destacamos algumas histórias ligadas ao tema que tem grande importância para a sociedade como um todo.

Nesta matéria vamos contar a história da professora Carina Gambin, que trabalha de forma voluntária na coleta de materiais recicláveis no município de Antônio Prado e também na região, arrecadando fundos para entidades e auxiliando a população de modo geral.

Em entrevista cedida, Carina nos conta como surgiu esse primeiro contato com a causa: “O Interesse pelos cuidados com o meio ambiente vem desde sempre, mas o primeiro contato com a reciclagem foi no ano de 2012, quando a Grasiela Scudiero, engenheira ambiental da Viprado, vendo meu interesse pela causa, me contatou mostrando a possibilidade para nos inscrevermos na TerraCycle, fazendo o cadastro de entidades do município”.

A TerraCycle é uma empresa presente em 21 países, que busca soluções para resíduos de difícil reciclabilidade. A parceria envolve e auxilia duas entidades de Antônio Prado, APAE e PATRE. Carina explica como funciona o processo de envio dos materiais arrecadados, “enviamos sem custos de correio as embalagens para São Paulo (Sede da TerraCycle), separadas por categorias, ou brigadas como são chamadas (itens de escrita, beleza, esponjas, entre outras). Cada embalagem enviada contabiliza dois centavos. Já foram lançadas diversas campanhas de reciclagem a nível nacional, e Antônio Prado sempre acaba entre os 10 primeiros lugares. O saque virtual é efetuado duas vezes ao ano, o dinheiro vai automaticamente para as entidades cadastradas”.

Os materiais recebidos atualmente pela colaboradora que são enviados para São Paulo são os seguintes:

– materiais de escrita;

– itens de perfumaria (embalagens de perfumes, cremes, maquiagens, etc);

– esponjas e embalagens;

– cápsulas de café.

Segundo Carina, as ações sempre possuem adesão popular. Uma dificuldade citada, se trata do problema na divulgação dos resíduos que são coletados, que acabam mudando com o tempo.

“A adesão no geral é muito boa, principalmente no recolhimento de lacres e tampinhas”.

Além da parceria com a TerraCycle, Carina também arrecada tampinhas, lacres e caixinhas de leite, que posteriormente são revertidos em itens ortopédicos. Até então já foram adquiridas nove cadeiras de rodas, dois andadores e seis muletas.

Foto: Divulgação

“Toda entrega que fizemos, de um material ortopédico, de uma cadeira de rodas para alguém que precisa, todos esses momentos são marcantes. Algo que me deixa muito feliz, quando recebo material com algum recado, seja de agradecimento ou incentivo”.

Existem diversos pontos de coleta para esses materiais, um deles é no estacionamento da Prefeitura Municipal, localizado próximo a Praça Garibaldi.

Fonte: Leandro Schiavon – Grupo Solaris


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *