Faixa Atual

Título

Artista


Mais de 500 vidas foram preservadas com queda de 25,4% nos casos de homicídios até outubro

Escrito por em novembro 12, 2019

Mais de cem municípios receberam novas viaturas no RS.

Passados 10 meses de 2019, os indicadores criminais acompanhados pela Secretaria da Segurança Pública comprovam que o trabalho estratégico e o empenho das forças policiais têm consolidado a tendência de queda na violência em todo o Rio Grande do Sul.

Entre janeiro e outubro, na comparação com igual período de 2018, o número de vítimas de homicídios passou de 1.997 para 1.490. A redução de 25,4% representa a preservação de 507 vidas no período.

A soma de pessoas assassinadas caiu de 469 nos 10 primeiros meses de 2018 para 260 em igual período deste ano, o que representa baixa de 44,6%.

A melhoria de cenário também é observada no indicador de latrocínios. O Estado encerrou outubro com o menor número de roubos com morte da série de histórica para o mês. Foram dois casos em todo o Estado, ante os cinco registrados no mesmo período de 2018 – queda de 60%. Quando considerado o acumulado desde janeiro, o índice também fechou em baixa no RS, passando de 75 no ano passado para 56.

Houve redução ainda nos números de roubos à veículos. Desde o início de 2019, foram 9.461 motoristas que tiveram seus carros, motos, ônibus e caminhões levados por assaltantes. Em igual período de 2018, os roubos de veículos alcançaram a marca de 13.916. 

Um destaque é a diminuição de 24,7% nos ataques a comércios (soma de furtos e roubos), com 2.278 ocorrências a menos entre janeiro e outubro deste ano (6.941) frente igual período do ano anterior (9.219).

Na mesma comparação, os ataques a banco tiveram queda de 34,6%, passando de 153 casos para cem.

Na leitura isolada de outubro, comparado com o mesmo mês de 2018, o número de feminicídios consumados passou de oito para nove e os estupros, de 112 para 132. As lesões corporais caíram de 1.882 para 1.687, e as ameaças, de 3.285 para 2.883. A alta relevante nas tentativas de feminicídio, de 26 para 41, também trouxe alerta que já recebeu respostas das forças de segurança.

Entre as contínuas ações para prevenir a violência contra a mulher e incentivar a denúncia desse tipo de crime, a Brigada Militar anunciou no mês passado a criação de oito Patrulhas Maria da Penha, reforço importante para o projeto, criado em 2012. Com as novas unidades, todos os 18 municípios priorizados pelo RS Seguro passam a contar com o serviço, que já atende 40 cidades gaúchas.

Fonte: Grupo Solaris com informações do Governo do RS


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *