Faixa Atual

Título

Artista


Laboratório Central do Estado começa a fazer análises para o novo coronavírus

Escrito por em março 7, 2020

A análise foi realizada com apoio de técnicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Rio de Janeiro

O Laboratório Central do Estado (Lacen-RS) começou na sexta-feira (6/3) os exames específicos para o novo coronavírus. Neste primeiro dia, a análise foi realizada com apoio de técnicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Rio de Janeiro, que produz os insumos para os exames e para onde a Secretaria da Saúde (SES) enviava amostras com as suspeitas da infecção. Com o teste sendo feito no RS, a expectativa é reduzir o tempo para obter os resultados.

O diagnóstico para o novo coronavírus (Sars-CoV-2) amplia o painel de vírus de transmissão respiratória analisados pelo Lacen, que até então investigava os tipos mais comuns em circulação no país (influenza A e B, três tipos de parainfluenza, adenovírus e vírus sincicial respiratório). A primeira carga de exames teve resultado negativo para o vírus em todas as amostras. Contudo, os dados ainda precisam ser classificados e tabulados no sistema para serem contabilizados nos balanços diários da SES, que já tinha o balanço da sexta-feira (6/3) finalizado no momento do resultado.

Identificação da carga genética

O exame para o coronavírus é um teste de biologia molecular que identifica a carga genética do vírus. A cada rodada, com cerca de 30 testes ao mesmo tempo, são utilizados um exemplar positivo e o outro negativo para controle.

Para a análise, o Lacen utiliza amostras de secreções das vias respiratórias (do nariz e garganta) dos casos suspeitos. Esses materiais são coletados das pessoas com a suspeita da doença com o uso de swabs, um tipo de hastes longas de plástico com algodões em suas pontas, ou então são aspirados por sonda. Assim que chegam ao laboratório, essas amostras passam por diferentes estágios de preparação e extração da carga viral das moléculas até chegar a etapa final do processo.

Foto: Divulgação / SES

Texto: Ascom SES
Edição: Secom


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *