Faixa Atual

Título

Artista


Juiz do Paraguai concede liberdade a Ronaldinho Gaúcho após 5 meses

Escrito por em agosto 25, 2020

Magistrado aceitou uma suspensão condicional das acusações

A Justiça do Paraguai concedeu liberdade nesta segunda-feira (24) a Ronaldinho Gaúcho, que estava em prisão domiciliar. O ex-jogador da seleção brasileira poderá retornar ao Brasil após cinco meses de privação da liberdade no país vizinho por tentar ingressar com passaporte adulterado.

O juiz Gustavo Amarilla aceitou uma “suspensão condicional” das acusações contra o ex-jogador, concordando com solicitação apresentada pela procuradoria no início do mês.

Roberto de Assis Moreira, irmão e empresário de Ronaldinho, recebeu uma condenação de 2 anos em suspenso, e ambos poderão deixar o Paraguai sob determinadas condições.

Ronaldinho permaneceu 171 dias preso em Assunção, depois de ter entrado no Paraguai com passaportes falsos. A liberação ocorre após o Ministério Público investigar e não encontrar indícios de outros crimes. Desde 7 de abril, Assis e Ronaldinho estavam em prisão domiciliar em um hotel no centro da capital, Assunção. Antes, passaram um mês presos na Agrupación Especializada, quartel da Polícia Nacional do Paraguai.

Porém, apesar da liberação, Ronaldinho terá que pagar cerca de R$ 504 mil de multa, já Assis outros R$ 616 mil.

Fonte: Agência Brasil


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *