Faixa Atual

Título

Artista


Janeiro Branco é destaque na programação da Solaris

Escrito por em janeiro 15, 2020

Mês busca trazer reflexões sobre os cuidados com a saúde mental.

Se o mês de setembro é amarelo (combate ao suicídio) o período do outubro é rosa (combate ao câncer mama), novembro, a mês da prevenção ao câncer de próstata e dezembro com os cuidados sobre o câncer de pele, janeiro é branco e dedicado à conscientização dos cuidados com a nossa saúde mental. A campanha foi criada no ano de 2014 por psicólogos mineiros.

Nesta Quarta-feira (15) a Rádio Solaris, recebeu a Psicóloga Charline Luvison, para tratar sobre o tema Janeiro Branco.

Conforme Charline, o janeiro marca o início de um novo ciclo e com ele, percebe-se um novo olhar para a vida, família, comportamento e relacionamentos. O tema evoluiu muito, mas a ainda muitas pessoas que tem certo preconceito ao falar sobre sua saúde mental, sendo está uma questão bem subjetiva, própria do indivíduo.

O período que estamos vivendo hipervalorizando a máquina e esquecendo do humano, traz à tona questões de bem-estar, influencia na maneira como se veem os problemas, como tratamos nossa vida social e principalmente como tratamos nos mesmos.

É um mês dedicado ao autoconhecimento, a maneira como se enxerga o mundo. Falar e tratar sobre o tema é fundamental, visto que a maneira como enxergamos os nossos problemas, dita qual o verdadeiro tamanho deles.

Charline ainda destaca alguns sintomas que podem ter relação com problemas na saúde mental:

– Cansaço Mental;

– Perda ou excesso de sono;

– Perda ou Excesso de apetite;

-Queda de cabelo;

-Desanimo

-Ansiedade

É importante destacar que os problemas que afetam a saúde mental geralmente acontecem quando a pessoa está passando por um período de mudança, seja em seu círculo familiar emocional, afetivo ou profissional.

Cabe salientar também que se dá muito mais importância aos problemas do corpo do que da mente. Conhecer-se é fundamental para prevenir futuros desgastes emocionais.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini com redação de Naísa Scolaro.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *