Grupo Solaris

Infestação de baratas em Antônio Prado necessita de conscientização da população

Insetos aparecem especialmente à noite, em locais próximos à bueiros.

Em épocas quentes e chuvosas, é comum o aumento no aparecimento de insetos. A temperatura mais elevada facilita a reprodução. E um dos mais comuns é a barata, com duas espécies, uma se reproduzindo nas residências e outra no esgoto.

E é aí que iniciam os maiores problemas. Basta caminhar pelas calçadas de Antônio Prado à noite, que os tais insetos não passam despercebidos. As baratas estão por toda a parte, especialmente próximo à bueiros.

De acordo com Eduardo Betoni, da Vigilância Ambiental, a resolução dos problemas é muito mais profunda do que se pensa. Como a cidade tem muita produção de alimentos orgânicos, como massas, e muitos resíduos acabam ficando no solo, isso gera a proliferação da barata.

Sobre a aplicação de algum produto, Betoni diz que a questão é delicada, afinal, pode ter repercussões na saúde da população, além de não ser efetivo, afinal, por mais que um produto fosse aplicado, os resíduos orgânicos e demais lixos continuariam no solo, fazendo com que novas baratas se desenvolvessem.

O ponto de partida para um controle dos insetos é a conscientização por parte da população, em relação ao descarte correto, especialmente de resíduos orgânicos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a barata é agente transmissor de doenças causadas por bactérias, como a diarreia, tuberculose, entre outras.

O problema atinge várias cidades, um exemplo é Veranópolis, onde, a partir de reclamações dos moradores, o setor de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde passou a aplicar um gel baraticida, após o mapeamento dos principais locais infestados.

Fonte: Grupo Solaris – Repórter Luiz Augusto Filipini

Sair da versão mobile