Faixa Atual

Título

Artista


Identificado homem morto em Bento Gonçalves

Escrito por em agosto 6, 2019

Corpo foi encontrado na noite de domingo em um matagal no interior do município

O Instituto Geral de Perícias (IGP) identificou o homem que foi encontrado morto no interior de Bento Gonçalves na noite de domingo, dia 4, em um matagal. Maicon Canofre Mendonça, 26 anos, conhecido como Muringa, cumpria pena em prisão domiciliar e foi assassinado com cinco tiros. Esta é a segunda vítima de homicídio encontrada no Vale Aurora em menos de cinco dias. No total, a Capital do Vinho já contabiliza 33 assassinatos em 2019.

Mendonça era morador do bairro Municipal e estava em prisão domiciliar desde o dia 25 de julho. Ele possuía uma extensa ficha de crimes contra o patrimônio, incluindo quatro roubos a pedestre e 21 furtos. vítima tinha cinco ferimentos por tiros e estava com as mãos amarradas. A análise preliminar dos peritos apontou que Mendonça já estava morto há mais de um dia. 

Apesar da proximidade com outro homicídio recente, a Polícia Civil afirma que é cedo para relacionar os dois casos.

Quatro homicídios em cinco dias

Este foi o quarto assassinato registrado em Bento Gonçalves em cinco dias. A primeira morte desta sequência foi registrada, justamente, em uma estrada vicinal da Vila Aurora na tarde de quarta-feira, dia 31. Marcos de Souza, 34, foi executado com 10 tiros de calibre 9mm no rosto e peito, característica que, segundo a Polícia Civil, remete a homicídios motivados pelo tráfico. Souza também possuía antecedentes por furto.

No dia seguinte, Juliana da Silva Duarte, 42 anos, foi morta a tiros enquanto almoçava em um bar do bairro Santa Marta. Na tarde de sábado, dia 3, Paulo César Lopes Dias, 39, foi executado no estacionamento de um posto de gasolina no bairro Santa Rita.

No mesmo período do ano passado, eram 28 vítimas — 2018 terminou com 52 assassinatos.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *