Faixa Atual

Título

Artista


Homem é detido dentro de capela no Cemitério Público de Caxias do Sul

Escrito por em julho 20, 2022

O morador de rua estava morando no local; com ele foram encontrados um hidrômetro furtado e um estojo de fuzil

Um homem foi preso por receptação dentro do Cemitério Público Municipal de Caxias do Sul, por volta do meio dia desta quarta-feira (20). A Guarda Municipal flagrou o morador de rua, de 44 anos, dentro de uma capela, deitado em uma cama improvisada.

No local foram encontrados um colchão, roupas e materiais que o homem planejava vender para uma reciclagem, incluindo um hidrômetro. Também foi encontrado um estojo de fuzil calibre .762.

O homem foi encaminhado a Delegacia de Polícia (DP) para efetuar o Boletim de Ocorrência.

Em consulta ao sistema do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) foi identificado o endereço em que o medidor de água havia sido furtado. Em contato com a moradora daquela residência foi confirmado o furto do material horas antes.

Furto de hidrômetros é frequente em Caxias

O Samae adverte a população caxiense sobre a importância de providenciar a instalação de uma Caixa de Unidade de Medição de Água (UMA), a qual é fixada em uma mureta/murro previamente construída pelo proprietário, dentro dos padrões estabelecidos. Um prejuízo milionário é causado a população todos os anos, em razão deste tipo de furto.

De janeiro a março de 2022, conforme a autarquia, mais de 300 hidrômetros foram furtados. Somando o segundo trimestre este número pode ser muito maior.

Falta de monitoramento no Cemitério Público

Funcionários do cemitério denunciam frequentes invasões de moradores de rua, geralmente usuários de drogas, que vandalizam as lápides, sepulturas e mausoléus. Nem mesmo os letreiros com o nome das pessoas que estão enterradas no local é poupado. Há semanas atrás, até mesmo uma tornozeleira eletrônica rompida foi encontrada no local.

A Guarda Municipal acredita que a maior parte dos materiais furtados, são vendidos para reciclagens.

O Cemitério Público de Caxias do Sul não possui serviço de vigia 24hrs ou um sistema informatizado de videomonitoramento, dificultando o combate às invasões.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *