Faixa Atual

Título

Artista


Hemocs realiza primeira coleta de plasma convalescente feminino

Escrito por em agosto 25, 2020

Mulher de 26 anos doou por aférese na manhã desta terça-feira

O Hemocentro Regional de Caxias do Sul (Hemocs) realizou a primeira coleta de plasma convalescente feminino, por aférese, na manhã desta terça-feira (25). A técnica de enfermagem, Angélica Provensi, de 26 anos, doou 400 ml de plasma para auxiliar na recuperação de pacientes graves da Covid-19. Angélica tem o tipo sanguíneo A+ e está há 42 dias recuperada.

Ela conta que viu nas redes sociais da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) um publicação sobre essa terapia alternativa e entrou em contato com o Hemocentro. “Vi no instagram da Saúde e entrei em contato. No meu trabalho já ajudo diariamente as pessoas, ainda mais agora durante a pandemia. Por isso, hoje, resolvi ajudar doando além da minha dedicação meu plasma para ajudar outros pacientes a desenvolverem anticorpos contra o vírus”, decalara.

As doações precisam ser agendadas pelos telefones (54) 3290-4543 e (54) 3290-4580 ou por meio do whatsapp (54) 9929-7491. O Hemocs atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min e aos sábados das 8h até 12h, na rua Ernesto Alves,2260, ao lado da UPA Central.

Plasma por doação de sangue

Para doação de plasma por meio do chamado sangue total, é necessário seguir as mesmas diretrizes da doação normal, isto é: ser homem ou mulher entre 16 e 69, 11 meses e 29 dias, estar em bom estado de saúde e ser aprovado na pré-triagem e triagem médica do Hemocs. Os procedimentos técnicos são todos a cargo do Hemocentro e internos, no qual as amostras serão testadas para buscar anticorpos IgG contra o coronavírus.

Os plasmas identificados como convalescente serão rotulados e destinados como tal, para uso compassivo.

Doação por aférese

Na doação por aférese, alguns pontos divergem do método através do sangue total. Antes da coleta é necessário ter testado positivo para Covid-19, pelo exame PCR ou teste sorológico, e estar recuperado e sem sintomas há, no mínimo, 28 dias.No caso dos homens, podem doar aqueles entre 18 e 59 anos, 11 meses e 29 dias. Há uma realização prévia de teste sorológico para detecção dos anticorpos e bloco sorológico. O plasma é destinado para o projeto de pesquisa junto ao Hospital Virvi Ramos (o projeto de estudo aprovado contempla apenas plasma originado de homens).Para as mulheres, a idade é de 18 até 59 anos, 11 meses e 29 dias.

Também serão aceitas mulheres que tiveram até duas gestações ou abortos. Ocorre, igualmente, a realização prévia do teste sorológico para detecção dos anticorpos e bloco sorológico. O plasma é destinado para uso compassivo.

Foto: Andréia Copini/Ass.Imprensa Prefeit.

Fonte: Ass.Imprensa Prefeit.

Processo visa recuperar pacientes com Covid-19 em estado grave

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *