Faixa Atual

Título

Artista


Governo Gaúcho destina recursos para recuperação de estradas na Serra Gaúcha

Escrito por em setembro 21, 2020

Anúncio foi feito pelo Governador Eduardo Leite nesta segunda-feira (21)

Nesta segunda-feira (21), o Governador Eduardo Leite anunciou a garantia das obras de recuperação da RS-448, no km 39,5, entre Farroupilha e Nova Roma do Sul. O local tem trânsito bloqueado desde 30 de junho após deslizamento ocorrido devido ao alto volume de chuvas.

Ao todo serão destinados R$ 10 milhões para a recuperação de estradas que foram danificadas pela chuva nos últimos meses. O orçamento comtempla ainda a RS-826, entre Farroupilha e Alto Feliz, liberada provisoriamente desde 11 de julho.

Obras de reparos também irão ocorrer na Rota do Sol e RS-020, além da RS-437 entre Antônio Prado e Nova Roma do Sul, local onde as obras foram paralisadas entre novembro de 2019 e maio de 2020 devido a falta de recursos. O Estado já havia destinado R$ 2,5 milhões para a retomada dos trabalhos, valor suficiente para asfaltar apenas quatro dos 14 quilômetros. Serão mais R$ 2 milhões destinados para as obras no local.

Ao todo, serão investidos R$ 60,65 milhões, sendo R$ 23,1 milhões para pavimentação de estradas, R$ 28,25 milhões para recuperação de trechos, R$ 7 milhões para convênios com municípios e R$ 2,3 milhões para projetos e estudos de futuras obras.

Serão pelo menos 28 rodovias que receberão intervenções, como obras de acessos asfálticos, conservação da pista, pavimentação e recuperação, incluindo estradas prejudicadas pelas fortes chuvas das últimas semanas.

OBRAS E PROJETOS EM RODOVIAS ESTADUAIS
Investimento de R$ 60,65 milhões

ACESSOS:

Cerrito (ERS-706)
• Extensão: 3 quilômetros
• Investimento: R$ 2 milhões
• Obra está em fase de licitação. Previsão de ordem de início ainda em 2020. Serão complementados os recursos necessários no orçamento de 2021 para a conclusão da obra. Já estão programados R$ 200 mil de recursos da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide).

Lagoa Bonita do Sul (ERS-400)
• Extensão: 7 quilômetros
• Investimento: R$ 2 milhões
• Obra em andamento desde 14 de setembro, com recurso da Cide no valor de R$ 1,5 milhão. Totalizará R$ 3,5 milhões. Previsão de execução de 2,5 quilômetros. Restarão 4,5 quilômetros, com custo estimado de R$ 7 milhões, para conclusão.

Ponte Preta (RSC-480)
• Extensão: 1 quilômetro
• Investimento: R$ 600 mil
• Em licitação na Celic. Já empenhado R$ 500 mil da Cide, totalizando R$ 1,1 milhão. Para conclusão dos 4 quilômetros, serão necessários mais R$ 5 milhões no orçamento de 2021.

Pirapó
• Extensão: BR–392 até o município
• Investimento: R$ 2 milhões
• Está sendo realizada a adequação do projeto para iniciar obra.


PAVIMENTAÇÃO:


ERS-403 (Cachoeira do Sul – Rio Pardo)
• Extensão: 25 quilômetros
• Investimento: R$ 2 milhões
• Trecho de Cachoeira do Sul a Rio Pardo tem contrato ativo e regular. Previsão de retomada imediata. Cronograma para concluir o trecho é de 90 dias. Serão executados 5 quilômetros, restando 20 quilômetros. No trecho oposto (Rio Pardo – Cachoeira do Sul), já há contrato em andamento com recurso da Cide de R$ 1,9 milhão (totalizando R$ 3,9 milhões). Custo estimado para concluir todo o trecho: R$ 30 milhões.

ERS-437 (Nova Roma – Antônio Prado)
• Extensão: 14 quilômetros
• Investimento: R$ 2 milhões
• Obra em andamento com recursos da Cide, no valor de R$ 2,5 milhões, totalizando R$ 4,5 milhões. Previsão de execução de mais 3 quilômetros, totalizando obras em 7 quilômetros e restando mais 7 quilômetros para concluir. Custo estimado para conclusão: R$ 8 milhões.

ERS-566 (Alegrete – Maçambará)
• Extensão: 93 quilômetros
• Investimento: R$ 5 milhões
• São 35 quilômetros (com contrato) e mais 58 quilômetros (sem contrato, está tramitando um processo com possibilidade de permuta pela obra de uma área da CEEE em Alegrete). Obra já em andamento com recursos da Cide, no valor de R$ 3 milhões. Com isso, totalizará R$ 8 milhões. Previsão de execução de 8,5 quilômetros, restando 21,5 quilômetros – com custo estimado de R$ 32 milhões para concluir o contrato.

ERS-324 (Iraí – Planalto)
• Extensão: 10 quilômetros
• Investimento: R$ 2 milhões
• Obra em andamento com recursos da Cide no valor de R$ 2,5 milhões (totalizando R$ 4,5 milhões). Previsão de execução de 3 quilômetros, restando 7 quilômetros para concluir, com custo estimado de R$ 10,5 milhões.

ERS-528 (Palmitinho – Pinheirinho do Vale)
Extensão: 17 quilômetros
Investimento: R$ 2 milhões
Obra em andamento com recursos da Cide no valor de R$ 3,7 milhões – totalizando R$ 5,7 milhões. Poderão ser executados 5 quilômetros, restando 12 quilômetros para concluir, com custo estimado de R$ 18 milhões.

ERS-348 (Faxinal do Soturno)
• Extensão: 4 quilômetros
• Investimento: R$ 3,5 milhões
• Previsão de execução: 2,5 quilômetros


RECUPERAÇÃO:


ERS-608 (Pinheiro Machado – Pedras Altas)
• Extensão: 36 quilômetros
• Investimento: R$ 4 milhões
• Será recuperado trecho da rodovia que está com base asfáltica do Km 0 ao Km 11.

ERS-149 (Formigueiro)
• Investimento: R$ 1 milhão
• Recuperação de segmento de calçamento

ERS-477 (Áurea)
• Extensão: 7 quilômetros
• Investimento: R$ 1 milhão


CONSERVAÇÃO:


ERS-241 e RSC-377 (entre Alegrete, Manoel Viana e São Francisco de Assis)
• Investimento: R$ 2 milhões

VRS-824 (Ibirubá – 15 de Novembro)
• Extensão: 12 quilômetros
• Investimento: R$ 150 mil

ERS-211 (Jacutinga)
• Extensão: 11 quilômetros
• Investimento: R$ 100 mil

RSC-287
• Investimento aproximado: R$ 500 mil
• Reparos localizados ao longo da rodovia

Palmares do Sul (RSC-101)
• Investimento: até R$ 1 milhão
• Fechamento de rotatória na RSC-101, no acesso a Palmares do Sul. Daer está elaborando a readequação do projeto. Será executado com contrato de conserva existente.

ERS-786 (Interpraias) e ERS-030
• Extensão: 41 quilômetros
• Investimento: R$ 2 milhões
• Obras em andamento. Conservação dos trechos de 41 quilômetros entre Tramandaí, Cidreira e Balneário Pinhal.

ERS-434 (David Canabarro – Ciríaco)
• Extensão: 19 quilômetros
• Investimento: R$ 2 milhões
• Conservação da rodovia numa extensão 19 quilômetros (todo o trecho).

ERS-155 (Santo Augusto)
• Extensão: 11 quilômetros
• Investimento: R$ 2,5 milhões
• Conservação do trecho de 11 quilômetros até a interseção com a BR-468


OBRAS EMERGENCIAIS DEVIDO ÀS CHUVAS RECENTES:

Investimento: R$ 10 milhões
• ERS-448 (Nova Roma): projeto pronto, em fase de orçamento para contratação emergencial.
• VRS-826 (Alto Feliz): em fase de projeto para contratação emergencial.
• ERS-129 (Colinas): em fase de orçamento para dar ordem de serviço.
• Conservação da Rota do Sol e da ERS-020: em fase de orçamento para dar ordem de serviço.


PROJETO EXECUTIVO:

ERS-442 (Machadinho-São José do Ouro)
• Extensão: 25 quilômetros
• Investimento: R$ 1 milhão

Charrua – Sananduva (ERS- 475)
• Extensão: 24 quilômetros
• Investimento: R$ 1 milhão
• Daer está trabalhando com o termo de referência. Processo de licenciamento na Fepam.


ESTUDO DE VIABILIDADE:

• ERS-010 (Porto Alegre, Cachoeirinha, Gravataí, Sapucaia, Esteio e Novo Hamburgo)
• Investimento: R$ 300 mil (pronto para dar ordem de início)
• Contratação do Estudo de Viabilidade Técnico, Econômico e Ambiental (EVTEA)


INCENTIVO:

ERS-734 (Rio Grande)
• A empresa Magna está readequando o projeto para retirar as ruas laterais. Com isso, estima-se redução de R$ 50 milhões para R$ 30 milhões no custo da obra no projeto atual de duplicação da rodovia.


RECURSOS AINDA EM DEFINIÇÃO DE OBRA: R$ 2 MILHÕES

CONVÊNIOS COM MUNICÍPIOS:
• Investimento: R$ 7 milhões
• Recurso será somado aos R$ 10 milhões já contemplados no orçamento do Daer em 2020, para concluir os convênios iniciados.

Fonte: Governo do RS


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *