Faixa Atual

Título

Artista


Governador reforça pedido de auxílio ao governo federal para minimizar danos da estiagem no RS

Escrito por em março 12, 2020

Reunião foi realizada na quarta-feira (11) em Brasília.

O pedido de auxílio para minimizar os prejuízos causados pela estiagem no Rio Grande do Sul foi reforçado com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, por uma comitiva formada pelo governador Eduardo Leite, o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, e a bancada gaúcha.

“As perdas já atingiram mais de 30% das lavouras de soja e seguem subindo. Infelizmente, pelos prognósticos da meteorologia, não vemos melhoria nas condições climáticas nas próximas semanas e, consequentemente, a perda se agravará, comprometendo nossa economia e a saúde financeira dos produtores. Isso ameaçará safras futuras, investimentos e a arrecadação do RS”, destacou Leite.

Desde Janeiro, a principal demanda é a prorrogação dos prazos dos financiamentos de produtores afetados pela estiagem no Estado. Desde então, Leite esteve duas vezes com Tereza Cristina para tratar do assunto – a mais recente durante a abertura da Expodireto Cotrijal, no início do mês, e outra em 12 de fevereiro, no gabinete dela.

Balanço

Conforme atualização divulgada em caráter excepcional pela Emater/RS-Ascar na quarta-feira (11), as perdas na produtividade, em relação aos dados inicialmente divulgados em agosto do ano passado, são de 32,2% nas culturas de soja e 26,2% na de milho na safra 2019/2020.

Na terça-feira (10), o governo do Estado firmou termo de cooperação técnica com mais nove municípios para a perfuração de poços artesianos. O objetivo é garantir o abastecimento de água para consumo humano. Os serviços serão realizados pela Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), beneficiando 970 famílias. No total, nos primeiros três meses do ano, mais de 2 mil famílias foram atendidas em 22 municípios.

Fonte: Grupo Solaris com informações do Governo do RS.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *