Faixa Atual

Título

Artista


Governador ouve prefeitos da Serra e nesta terça-feira decidirá se mudará cor da bandeira

Escrito por em junho 15, 2020

Eduardo Leite conversou com prefeitos da região por videoconferência na tarde desta segunda-feira

O governador Eduardo Leite (PSDB) vai dar uma resposta até esta terça-feira, dia 16, sobre o pedido de reconsideração do status da região da Serra que passou para bandeira vermelha, com restrições, especialmente no comércio não essencial e serviços. Na tarde desta segunda-feira, dia 14, através de videoconferência, prefeitos argumentaram que a região está numa situação de controle. O governador, em resposta, disse que se reunirá com o gabinete de crise. Até que isto não aconteça, vale o Decreto Estadual publicado no sábado.

A videoconferência contou com os prefeitos de Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Cotiporã, Garibaldi, Farroupilha, Canela e Veranópolis. Por cerca de uma hora e meia, os chefes dos executivos municipais tentaram convencer o governador a rever a mudança. Mostraram números por eles considerados positivos, como a quantidade maior de curados do que pacientes com o coronavírus. Em Bento, por exemplo, conforme o boletim desta segunda-feira, eram 802 confirmados, sendo 696 casos curados. Em Caxias do Sul, 422 casos positivos, sendo 212 recuperados.

Os prefeitos apresentaram dados e tentaram mostrar ao governador que todas as providências possíveis estão sendo feitas para controlar a disseminação do coronavírus. Além disso, ressaltaram os efeitos econômicos que esta situação pode trazer, agravando, indiretamente, o combate à pandemia.

Em Caxias do Sul, maioria das lojas abriram

O primeiro dia de bandeira vermelha em Caxias do Sul foi de comércio aberto, trânsito e ruas movimentadas, a exemplo do que vinha ocorrendo nos últimos dias, principalmente na área central da cidade, percorrida pela reportagem da Rádio Solaris FM 99.1 na tarde desta segunda-feira. Grandes redes de varejo que não poderiam abrir, funcionaram normalmente. Eram raras as lojas, que são consideradas não essenciais, que obedeceram o decreto do governador de fechar as portas. Ou seja, o cenário não mudou no maior município da Serra gaúcha. Além disso foi percebido que algumas pessoas insistem em não usar máscaras, inclusive proprietários de lojas.

Raras foram as lojas que fecharam suas portas nesta segunda-feira

Outros municípios da região, o quadro foi o mesmo, apesar do governo do Estado avisar que os prefeitos que não cumprirem as determinações poderão ser penalizados.

Fotos: Rogério Costanza/Grupo Solaris


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *